Com dois de Deyverson, Palmeiras vence o Vitória e iguala marca de 26 anos

Folhapress


Com mais uma atuação importante de Deyverson, o Palmeiras venceu o Vitória por 3 a 0 neste domingo (19), em Salvador, no fechamento do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O atacante, que já havia dado a vitória por 1 a 0 à equipe alviverde contra o Vasco, há uma semana, no Allianz Parque, marcou duas vezes no triunfo sobre os baianos. Dudu fechou o placar no Barradão.

O ressurgimento do criticado Deyverson no Palmeiras tem o dedo do técnico Luiz Felipe Scolari. Desde que o treinador chegou ao clube, o camisa 16 reencontrou o caminho do gol e dá sinais de que pode ser peça importante nos compromissos palmeirenses neste segundo semestre.

Além do Campeonato Brasileiro, o time está nas semifinais da Copa do Brasil e nas oitavas da Copa Libertadores.
No segundo jogo desde que Felipão foi anunciado, ainda com o auxiliar Paulo Turra no comando, o Palmeiras empatava sem gols com o Bahia, pela Copa do Brasil, quando Deyverson acertou cotovelada no rosto de Mena e foi expulso.

O lance, já no fim do confronto, parecia indicar que a aposta do técnico no atleta não daria muito certo.
Contudo, o jogador, que ainda não tinha feito gols em 2018, foi determinante para a vitória dos reservas palmeirenses diante do Vasco. Neste domingo, em Salvador, voltou a marcar para confirmar novamente o acerto da escolha de Felipão.

Dois dos três gols do Palmeiras no triunfo sobre o Vitória obedeceram à risca a cartilha do “scolarismo”.
No primeiro, aos 10 minutos de jogo, Dudu fez lançamento longo para Marcos Rocha, que desviou de cabeça para Deyverson. O camisa 16 ajeitou e chutou cruzado da meia-lua para abrir o placar.

No segundo, aos 28 min da etapa inicial, Dudu cobrou escanteio e o atacante subiu entre Aderllan e Ruan Renato para ampliar e marcar seu 11º gol com a camisa alviverde, o terceiro no ano.

Dudu melhorou ainda mais sua boa atuação marcando o terceiro gol palmeirense. O camisa 7 recebeu dentro da grande área, driblou o defensor do Vitória e bateu na saída do goleiro Ronaldo para fechar a vitória em Salvador.
Um gol de ligação direta, outro de bola parada e a defesa sem sofrer gol pelo sétimo jogo consecutivo. Motivos de sobra para Felipão comemorar.

A sequência da equipe sem ser vazada é a maior do Palmeiras desde 1992. O recorde histórico do clube é de 12 jogos, marca atingida em 1987.

Em seu sétimo jogo desde o retorno ao clube (dois com auxiliares no comando), Luiz Felipe Scolari soma cinco vitórias e apenas dois empates. A equipe fez dez gols e não sofreu nenhum. E ainda tem Deyverson, que de criticado pela torcida e com poucos minutos na temporada passou a ser opção para o time.

O torcedor curte o bom momento e volta a sonhar com coisas grandes no fim do ano. E muito graças a Scolari, tão identificado com o Palmeiras, que inicia sua terceira passagem pelo clube de forma bem promissora.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="546148" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]