Com gol no último lance, Arábia vence Egito na despedida da Copa

Já eliminados, Egito e Arábia Saudita entraram em campo para cumprir tabela, nesta segunda-feira, na última rodada do Gr..

Francielly Azevedo - 25 de junho de 2018, 13:17

Já eliminados, Egito e Arábia Saudita entraram em campo para cumprir tabela, nesta segunda-feira, na última rodada do Grupo A, da Copa do Mundo. Mas, ao contrário do que se imaginava, o que se viu em campo foram duas equipes animadas, buscando a vitória o tempo todo. E, a Arábia Saudita foi premiada aos 49 minutos do segundo tempo, quando, no último lance da partida, conseguiu o gol da vitória, de virada, por 2 a 1.

O jogo, que pouco valia para a Copa, teve a quebra de algumas marcas históricas: com a vitória, a Arábia Saudita encerra um jejum de 24 anos sem vitória em Copas do Mundo. Além disso, o goleiro egípcio, El-Hadary, quebrou o recorde de jogador mais velho a entrar em campo em uma partida de Copa do Mundo, com 45 anos, superando o também goleiro Mondragon, da Colômbia, que jogou na Copa do Brasil, aos 43 anos.

Sem nenhuma ambição no mundial, mas querendo deixar a Rússia com uma boa impressão, Egito e Arábia partiram para o ataque desde o início da partida, deixando, também, muito espaço aberto para o adversário, o que deixou o jogo muito movimentado, com chances para os dois lados o tempo todo.

Quem aproveitou primeiro foi o Egito, com a genialidade de Mohamend Salah. Aos 22 minutos, ele recebeu lançamento de Abdalla na entrada da área e encobriu o goleiro para fazer um golaço, abrindo o placar.

Aos 39 minutos, a Arábia teve a chance de empatar, depois que Fathi desviou com o braço o lançamento de Yasser e o árbitro marcou pênalti. Mas o recordista do dia, El-Hadary, defendeu a cobrança de Fahad.

No último lance do primeiro tempo, no entanto, novo pênalti para a Arábia. O árbitro Gilmar Roldan viu um empurrão de Ali Gabr em Fahad e marcou pênalti. Alertado pela equipe de arbitragem de vídeo sobre a possível inexistência da falta, o árbitro reviu o lance diversas vezes e, depois de três minutos, manteve sua decisão (foi a primeira vez que o árbitro da partida contrariou o VAR na Copa). Desta vez, Salman cobrou e empatou a partida.

O segundo tempo seguiu equilibrado, com chances para as duas seleções, mas faltando qualidade para que uma deles convertesse em gol. Até que, mais uma vez no último lance, Salem recebeu passe de Otayfi na ponta direita e chutou cruzado, para fazer o gol da vitória da Arábia Saudita, que não vencia uma partida de Copa do Mundo desde o 1 a 0 sobre a Bélgica em 1994. Já o Egito segue sem nunca ter vencido um jogo em Copas.

Com o resultado, a Arábia Saudita termina a Copa na terceira posição do Grupo A, com 3 pontos, enquanto o Egito ficou em último, sem nenhum ponto marcado.