Com gols de Vitinho, Athletico vence o clássico contra o Coritiba e sobe no Paranaense

Pedro Melo

Vitinho-athletico-athletiba-coritiba

O Athletico levou a melhor no primeiro clássico Athletiba da temporada de 2021. Em jogo atrasado da sétima rodada do Campeonato Paranaense, no início da noite desta quinta-feira (06), o Furacão venceu o Coritiba por 2 a 1. O grande herói rubro-negro foi o atacante Vitinho, que saiu do banco de reservas e marcou os dois gols. Waguininho fez para o Coxa.

Com a vitória no clássico, o Athletico sobe para a quinta colocação do Paranaense, com 12 pontos, e encaminha a classificação para as quartas de final. Do outro lado, o Coxa sofre a segunda derrota consecutiva, permanece com 13 pontos e desperdiça nova chance de assumir a liderança.

Os dois times têm pouco tempo de descanso até a próxima rodada do estadual. O Athletico joga no domingo (09), às 18h, contra o Maringá, novamente na Arena da Baixada. No mesmo dia e horário, o Coritiba enfrenta o Londrina, no estádio do Café.

VITINHO SAI DO BANCO, MARCA DUAS VEZES E GARANTE A VITÓRIA DO ATHLETICO NO CLÁSSICO

O primeiro tempo do clássico teve poucas oportunidades de gol. Com dificuldades para entrar na área, as duas equipes arriscaram de fora da área para tirar o zero do placar. Aos seis minutos, Rafinha chutou da intermediária e mandou longe do gol. A resposta do Athletico foi com Matheus Babi, que jogou por cima.

O Athletico apareceu novamente no ataque aos 36 minutos e quase marcou um gol de placa. Khellven cruzou da direita e Wilson afastou de soco. No rebote, Nicolas ajeitou de cabeça, Fernando Canesin ajeitou no peito e mandou de bicicleta. O goleiro coxa-branca foi no ângulo e evitou o golaço.

A etapa final começou em ritmo acelerado e as duas equipes perderam chances logo no começo. No primeiro minuto, Vitinho, que entrou no intervalo, rolou para o meio e Fernando Canesin chutou para fora. O Coritiba respondeu duas vezes com Waguininho, mas em ambas as vezes a bola passou perto da trave.

Após as chances perdidas pelo rival, o Athletico cresceu na partida e abriu o placar aos 12 minutos. Khellven cruzou no meio da área, Vitinho subiu mais que a defesa e cabeceou no canto direito. Wilson até tocou na bola, mas não evitou o gol rubro-negro.

O técnico António Oliveira mudou o esquema tático com a entrada do zagueiro Lucas Halter para jogar ao lado de Felipe Aguilar e Zé Ivaldo. Mesmo com três zagueiros em campo, a defesa rubro-negra e Waguininho não perdoou. Aos 33, Igor cruzou na pequena área, o atacante subiu livre de marcação e empatou o clássico.

Mas o nome do clássico foi Vitinho. Já nos acréscimos do segundo tempo, o atacante recebeu na intermediária, ajeitou para a perna esquerda e chutou com muita força no ângulo esquerdo. Wilson se esticou todo, mas não evitou o golaço que garantiu a vitória rubro-negra.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 2X1 CORITIBA

Data e horário: quinta-feira (06), às 17h40
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Lucas Paulo Torezin (PR)
Assistentes: André Luiz Severo (PR) e Roberto Rivelino dos Santos Junior (PR)

Athletico: Bento; Khellven (Marcinho), Felipe Aguilar, Zé Ivaldo e Nicolas (Márcio Azevedo); Jaime Alvarado, Denner (Vitinho), Fernando Canesin e Jadson (Lucas Halter); Carlos Eduardo (Reinaldo) e Matheus Babi.
Técnico: António Oliveira.

Coritiba: Wilson; Igor, Nathan Ribeiro, Luciano Castán e Romário; Jhony Douglas (Matheus Sales), Willian Farias e Rafinha; Robinho (Igor Paixão), Léo Gamalho e Cerutti (Waguininho).
Técnico: Gustavo Morínigo.

Gols: Vitinho (CAP), aos 12′ e 45′ do segundo tempo, e Waguininho (CFC), aos 33′ do segundo tempo.
Cartões amarelos:
Jaime Alvarado e Fernando Canesin (CAP); Willian Farias, Rafinha e Romário (CFC).
Cartão vermelho: Willian Farias (CFC).

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="762519" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]