Com pênalti no fim, Real evita vexame contra Juventus e vai à semifinal

Roger Pereira

O Real Madrid viu seu maior rival cair de maneira histórica para a Roma na terça-feira (10). Um dia depois, por pouco, não sentiu o mesmo na pele. A equipe merengue perdeu uma vantagem de três gols para a Juventus, construída no jogo de ida, em Turim, e precisou de um pênalti no último lance para avançar à semifinal da Liga dos Campeões. A derrota por 3 a 1, em pleno estádio Santiago Bernabeu, deixou os torcedores madridistas com uma sensação de desconfiança sobre o futuro da equipe de Zidane.
O lance polêmico aconteceu faltando apenas 30 segundos para o final da partida. Nesse momento, Benatia cometeu pênalti em Lucas Vázquez e colocou o Real a uma cobrança da semifinal. Tranquilo, Cristiano Ronaldo bateu e colocou os atuais campeões na próxima fase.
Com o resultado, o Real Madrid se junta à Roma, Liverpool e Bayern de Munique na semifinal da Liga dos Campeões. Os duelos serão sorteados nesta sexta-feira (13), às 8h (de Brasília).
A Juventus começou o jogo com tudo. Logo no primeiro minuto, Douglas Costa desarmou Casemiro no meio de campo e partiu em contra-ataque. O brasileiro achou Khedira aberto pela direita, que cruzou com perfeição na cabeça de Mandzukic. O croata mergulhou para abrir o placar.
O segundo gol da Juventus por muito pouco não saiu de mais um contra-ataque puxado por Douglas Costa, aos sete minutos. O brasileiro aproveitou erro de Varane, arrancou em velocidade e cruzou forte rasteiro para o meio da área. Navas se jogou para cortar e deixou a bola viva no meio da área. Na sobra, Higuain apareceu livre, mas chutou em cima do goleiro costarriquenho, que evitou o segundo da Juventus.
GOL ANULADO
Acuado, o Real Madrid chegou a ir às redes no primeiro tempo, mas o tento foi anulado. Aos 13min, Modric tocou para Kroos, que achou Cristiano Ronaldo na esquerda. O português invadiu a área, pedalou e chutou para a defesa de Buffon. No rebote, Isco tocou por cima do goleiro e mandou para as redes. O espanhol, contudo, estava um pouco à frente e o gol foi anulado.
O improvável começou a ficar cada vez mais provável aos 36min do primeiro tempo. Lichtsteiner cruzou para a área e Mandzukic apareceu para testar para o fundo das redes de Buffon, o segundo gol do croata na partida. Naquele momento, a Juventus precisava de só mais um gol para levar a partida para a prorrogação.
Quando Douglas Costa cruzou aos 15 minutos do segundo tempo, o lance parecia que morreria nas mãos de Navas. Mas só parecia. Ao tentar agarrar, o costarriquenho bateu roupa e deixou a bola livre para Matuidi, que chegou antes de Varane e empurrou para o fundo das redes. Nesse momento, a Juventus conseguia tirar a vantagem do Real e deixou o duelo à beira da prorrogação.
PÊNALTI
A partida parecia caminhar para a prorrogação quando Benatia cometeu um pênalti em Lucas Vázquez. Após cruzamento para a área, o marroquino foi de maneira atrapalhada e derrubou o rival. A marcação levou Buffon à loucura, que xingou o árbitro e acabou sendo expulso.
Na cobrança, Cristiano Ronaldo superou Szczesny, que entrou no lugar de Buffon, e levou o Real Madrid para a semifinal da Liga dos Campeões.

Post anteriorPróximo post
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal
Comentários de Facebook