Com polêmicas, Corinthians e América-MG ficam no 0 a 0 no Independência

Folhapress


América-MG e Corinthians ficaram no empate por 0 a 0 neste sábado (29), no Independência, pelo Campeonato Brasileiro. Os dois times deixaram o gramado reclamando de arbitragem por supostos pênaltis não marcados na etapa final.

Com o resultado, o time paulista fica na oitava colocação, com 35 pontos, quatro posições acima dos mineiros, que somam 32. Na próxima rodada, o Corinthians recebe o Flamengo, na sexta-feira, enquanto o América encara o Atlético-PR, sábado, em Curitiba.

Três dias depois da classificação à final da Copa do Brasil, o Corinthians deu descanso a Danilo Avelar, Douglas e Jadson. Fagner, lesionado, também ficou fora. As baixas abriram espaço para as presenças de nomes como o jovem Carlos Augusto e o chileno Araos entre os titulares, com Gabriel quebrando o galho de lateral direito. Pelo lado do América, com Carlinhos suspenso e Giovanni machucado, o ex-palmeirense Luan foi improvisado na lateral esquerda.

Mesmo fora de casa, a equipe paulista teve mais posse de bola e finalizou três vezes mais que o time mineiro no primeiro tempo (nove a três). A pressão alvinegra foi maior principalmente nos primeiros 20 minutos, mas João Ricardo, com boas defesas, manteve o zero no placar. Do outro lado do campo, Gerson Magrão teve a melhor chance, mas errou o alvo quase na pequena área.

O América voltou do intervalo com Juninho e Matheusinho em campo nas vagas de David e Wesley Pacheco. A equipe da casa sofreu bem menos que no início da etapa inicial, mas seguiu sem conseguir criar perigo. A torcida só levantou para pedir pênalti em chute de Mateusinho que bateu em Ralf na área. O juiz Marcelo de Lima Henrique mandou seguir.

Contratado no final de julho, o paraguaio Sergio Díaz enfim estreou com a camisa do Corinthians. Nos 25 minutos em que esteve em campo, arriscou algumas jogadas e assustou em um chute de fora da área que passou perto do gol.
Pouco antes do apito final, o Corinthians também teve motivos para reclamar. Roger tocou para Gabriel, que caiu dentro da área alegando que foi tocado por Gerson Magrão. O juiz novamente nada marcou.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="558070" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]