câmara dos deputados
Compartilhar

Comportamento da torcida é reflexo do time em campo, afirma Marcelo Oliveira

O Coritiba não vive uma boa fase no Campeonato Brasileiro. Após entrar na zona do rebaixamento na última rodada, o clube..

Francielly Azevedo - 22 de setembro de 2017, 20:13

O Coritiba não vive uma boa fase no Campeonato Brasileiro. Após entrar na zona do rebaixamento na última rodada, o clube enfrentou a revolta da torcida durante a semana. Em entrevista coletiva, nesta sexta-feira (22), o técnico Marcelo Oliveira disse que a reação da torcida no próximo domingo (24) será reflexo da postura do time em campo.

“Nós é que temos que conduzir o torcedor neste momento, se jogarmos com um time passivo, cadenciado e errando muito certamente teremos uma resposta do torcedor. Já se entrarmos com muita disposição, organizado, jogando bem e impondo o jogo certamente o torcedor virá junto. É para isso que estamos trabalhando", garantiu.

O meia Anderson acredita que é preciso ser mais assertivo para conseguir driblar as adversidades e fazer as pazes com o torcedor.

“Neste momento é um período difícil, nós temos que manter a confiança, não pode ter dúvidas entre os jogadores, comissão técnica e torcedores, porque no final acaba todo mundo perdendo. Eu sei que é complicado, acho que poderíamos ter ganhado muitos jogos em casa e o cenário seria diferente. No Brasileirão não pode perder ponto assim, porque no final faz a diferença. Mas nós temos chance e se ganharmos duas partidas já estaremos brigando entre os oito, está todo mundo embolado, não tem nada perdido", afirmou.

Sem paciência

Depois da derrota para o Palmeiras, o jogador Dodô teve um desentendimento com um torcedor, por meio de uma rede social. O atleta, que na discussão até anunciou a saída do clube no fim da temporada, pediu desculpas publicamente.

Revoltada com o cenário do Coxa, a organizada Império Alviverde lançou nota oficial em que repudia a postura do time e cobra uma reação.