Convocação da seleção brasileira para as Eliminatórias acontece nesta sexta

Vinicius Cordeiro

convocação seleção brasileira tite

O técnico Tite fará a primeira convocação da seleção brasileira após a paralisação por causa da pandemia de covid-19. O Brasil vai iniciar a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo 2022 contra a Bolívia e o Peru nos dias 9 e 13 de outubro, respectivamente.

A lista deve contar 23 nomes e será divulgada às 12h30. Depois, às 15h, Tite e sua comissão vão conceder entrevista coletiva para detalhar a convocação.

Devido à pandemia, a entrevista será feita virtualmente e transmitida pela CBF TV.

CONVOCAÇÃO DA SELEÇÃO BRASILEIRA

A matéria foi atualizada após a divulgação da lista dos convocados.

GOLEIROS

Alisson – Liverpool (ING)
Santos – Athletico-PR
Weverton – Palmeiras

LATERAIS
Danilo – Juventus (ITA)
Gabriel Menino – Palmeiras
Alex Telles – Porto (POR)
Renan Lodi – Atlético Madrid (ESP)

ZAGUEIROS
Thiago Silva – Chelsea (ING)
Marquinhos – Paris Saint Germain (FRA)
Felipe – Atlético de Madrid (ESP)
Rodrigo Caio – Flamengo

MEIAS
Casemiro – Real Madrid (ESP)
Fabinho – Liverpool (ING)
Bruno Guimarães – Lyon (FRA)
Douglas Luiz – Aston Villa (ING)
Philippe Coutinho – Barcelona (ESP)
Everton Ribeiro – Flamengo

ATACANTES
Gabriel Jesus – Manchester City (ING)
Rodrygo – Real Madrid (ESP)
Neymar – Paris Saint Germain (FRA)
Everton – Benfica (POR)
Roberto Firmino – Liverpool (ING)
Richarlison – Everton (ING)

TITE FAZ CONVOCAÇÃO DA SELEÇÃO BRASILEIRA PARA AS ELIMINATÓRIAS

Tite já fez a primeira convocação da seleção em 2020, mas ela não valeu. Isso porque as duas primeiras rodadas das Eliminatórias foram adiadas por conta da pandemia mundial de coronavírus.

Os duelos contra Bolívia e Peru estavam previstos para os dias 27 e 31 de março, mas foram suspensos assim como todas as outras competições esportivas.

A lista de hoje deve ter algumas mudanças em relação aos convocados de março. Um desfalque certo é o lateral direito Daniel Alves, do São Paulo, que está machucado. Já os atletas do futebol europeu estavam na reta final da temporada e agora estão em pré-temporada – alguns ainda não disputaram um jogo oficial como é o caso de Danilo, Alex Sandro e Arthur, todos da Juventus.

Já em relação ao trio do Flamengo – Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol, apenas o primeiro ainda tem boas chances de se manter. Bruno Henrique sofreu lesão e entrou no decorrer da goleada por 5 a 0 sofrida para o Del Valle ontem – a pior derrota da história do Fla em Libertadores.

Relembre os nomes da convocação da seleção no primeiro semestre:

Goleiros – Ederson (Manchester City), Ivan (Ponte Preta) e Weverton (Palmeiras).

Laterais – Daniel Alves (São Paulo) e Danilo (Juventus); Renan Lodi (Atlético de Madrid) e Alex Sandro (Juventus).

Zagueiros – Marquinhos (PSG), Thiago Silva (PSG), Eder Militão (Real Madrid) e Felipe (Atlético de Madrid).

Meio campistas – Phillippe Coutinho (Bayern, hoje no Barcelona), Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), , Bruno Guimarães (Lyon), Arthur (Barcelona) e Everton Ribeiro (Flamengo).

Atacantes – Neymar (PSG), Gabriel Jesus (Manchester City), Richarlison (Everton), Gabigol (Flamengo), Bruno Henrique (Flamengo), Roberto Firmino (Liverpool) e Everton ‘Cebolinha’ (Grêmio, mas hoje está no Benfica).

TITE NA SELEÇÃO

Tite tem 77,78% de aproveitamento no comando da seleção brasileira. Ele soma 48 jogos até aqui, sendo 34 vitórias, 10 empates e quatro derrotas. Além disso, são 100 gols marcados e 17 sofridos, ou seja, um saldo positivo de 83 gols. Ou seja, o Brasil de Tite tem uma média de anotar dois gols por jogo e sofrer um gol a cada três partidas.

Por enquanto, o artilheiro da Era Tite é Gabriel Jesus, com 19 gols. Na sequência, aparecem Neymar, com 15, Philippe Coutinho, com 13, e Roberto Firmino, com 9.

Por fim, Coutinho é o jogador mais chamado pelo treinador, convocado em 16 ocasiões. Na sequência, aparece Casemiro, com 15.

Apesar da eliminação para a Bélgica na Copa do Mundo em 2018, Tite se manteve no cargo com certa tranquilidade após levantar a taça da Copa América. Contudo, a pressão existe sobre o desempenho da equipe nas Eliminatórias, principalmente após a oscilação no segundo semestre de 2019. Com ‘ressaca’ do título, o time venceu apenas um dos cinco amistosos que fez.

Relembre a lista dos últimos jogos da seleção brasileira:

  • Brasil 0 x 1 Peru – 11 de setembro;
  • Brasil 1 x 1 Senegal – 10 de outubro;
  • Brasil 1 x 1 Nigéria – 13 de outubro;
  • Brasil 0 x 1 Argentina – 15 de novembro;
  • Brasil 3 x 0 Coreia do Sul – 19 de novembro.

Previous ArticleNext Article