Atlético-PR vence o São Paulo e joga por um empate para chegar às oitavas da Copa do Brasil

Roger Pereira

Poderia ter sido melhor. O Atlético-PR até venceu o São Paulo, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, na partida de ida da quarta fase da Copa do Brasil, mas levará uma vantagem mínima para o Morumbi no segundo jogo. O Furacão chegou a fazer 2 a 0 no Tricolor paulista, mas cedeu um gol, o que deixa a disputa em aberto para a partida de volta.

Num primeiro tempo em que o Atlético teve controle do jogo, amplo domínio da posse de bola,as mas pouco chegou ao gol, enquanto o São Paulo apenas assistia ao toque de bola característico do Furacão de Fernando Diniz, mas também não dava espaços para que o time da casa encaixasse uma tabela ou uma jogada mais aguda, o Furacão achou um gol.

Se o time abusava do toque de bola, mas não conseguia aprofundar os lances ofensivos, ironicamente, foi num chutão, numa sobra de bola após disputa área e num lance de sorte que saiu o gol. Aos 23 minutos, depois de tiro de meta cobrado pelo goleiro são-paulino, a zaga do Atlético rebateu de cabeça e Pablo ganhou, pelo alto, a disputa com Rodrigo Caio. Livre, invadiu a área e ficou cara a cara com Sidão, mas, ao invés de finalziar, tentou o passe para Guilherme. A defesa bloqueou, mas a bola, caprichosamente sobrou para o próprio Pablo, que, desta fez, chutou a gol e abriu o placar.

O segundo tempo foi bem melhor, o São Paulo encaixou o jogo e passou a também atacar o Atlético, dando, assim, mais espaços ao Furacão, que chegou, também, com muito mais perigo que na etapa inicial. Depois de uma pressão dos visitantes nos primeiros 10 minutos, o Atlético voltou a controlar o jogo e, aos 15 minutos, conseguiu um escanteio que Carleto cobrou, a zaga afastou mal e Paulo André aproveitou para fazer 2 a 0.


O resultado daria uma vantagem confortável para o Furacão administrar no jogo de volta, mas durou muito pouco. Aos 18 minutos, Paulo André, que acabara de fazer o gol do Furacão, falhou ao deixar Tréllez se antecipar em cruzamento de Reinaldo, diminuindo o placar.

A meia hora restante do jogo foi de tentativa de pressão do São Paulo em busca do empate, e boas escapadas do Atlético, que quase chegou ao terceiro gol. Mas o placar ficou mesmo no 2 a 1, com o Furacão mantendo o tabu de nunca ter perdido para o São Paulo na Arena da Baixada, mas levando uma vantagem mínima para o jogo de volta, quando jogará pelo empate. Qualquer vitória do São Paulo por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis, se fizer dois ou mais gols de vantagem, o time paulista avança para as oitavas-de-final.

Post anteriorPróximo post
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal
Comentários de Facebook