Corinthians cede empate e amplia má fase

Roger Pereira


 

O Corinthians entrou em campo, na noite desta quarta-feira, ni Itaquerão, para enfrentar o Racing, da Argentina, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana disposto a espantar a desconfiança de seu torcedor após três derrotas em quatro jogos no Campeonato Brasileiro, depois de um primeiro turno invicto. O Timão até começou melhor, dominou a partida no primeiro tempo e abriu o placar. Mas cedeu o empate na etapa final, complicando-se na competição continental a aumentando o período de má fase.

Com um Racing jogando fechado e amarrando a partida, o Corinthians soube se portar bem no primeiro e criar algumas situações de gol, até conseguir abrir o placar com Maycon, com um chute fraco, mas bem colocado no cantinho, após boa jogada de Marciel, aos 29 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, no entanto, o Timão recuou, chamou o Racing para seu campo de defesa e não conseguiu segurar a pressão, sofrendo o empate aos 29 minutos, quando Cássio não segurou o chute de Lisandro Lopes, dando rebote para Triveiro marcar.

Com o resultado, a equipe argentina joga por um empate em 0 a 0 na partida de volta, marcada para a próxima quarta-feira. Ao Corinthians, resta vencer ou empatar com mais de um gol.

Chapecoense e Flamengo ficam no zero e vão decidir no Rio

A Chapecoense jogou bem, mas não conseguiu balançar as redes contra o Flamengo, na noite desta quarta-feira (13), na Arena Condá, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Em uma atuação apática do rubro-negro, a Chape teve as melhores oportunidades do duelo.

O jogo iniciou com as duas equipes procurando espaço para chegar ao ataque. Do lado rubro-negro, Guerrero arriscou e assustou o goleiro Jandrei, com um chute de fora da área. Pelo Verdão, Alan Ruschel fez uma boa finalização, no jogo que marcou o retorno dele ao time em competições oficiais, após a tragédia com o avião da Chapecoense.

A partida foi movimentada, mas faltou criatividade para as equipes chegar ao gol.

Com o placar, quem vencer o jogo de volta, na próxima quarta-feira (20), garante a vaga para as quartas de final da competição.

Sport vence a Ponte Preta e larga com vantagem

Após semanas turbulentas, somando seis partidas sem vencer, o Sport conseguiu um resultado positivo, na noite desta quarta-feira (13), diante da Ponte Preta pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Na Ilha do Retiro, o Leão pressionou e dominou a Macaca, que passou o jogo todo se defendendo das investidas dos pernambucanos.

O Sport não demorou muito para mostrar efetividade. Aos sete minutos, Ronaldo Alves abriu o placar. Diego Souza cabeceou e Aranha, milagroso, salvou. Só que no rebote o zagueiro estava esperto e mandou para o fundo das redes.

Ainda no primeiro tempo, aos 44 minutos, Rithely ampliou a vantagem. Após cobrança de escanteio de Mena, o volante apareceu no meio da zaga e desviou de cabeça.

No segundo tempo, o Leão iniciou uma blitz em cima da Ponte. Acertou a trave com Rithely e, aos 30 minutos, chegou ao terceiro gol com André. Léo Gamalho afastou errado a cobrança de escanteio, Felipe Saraiva dormiu no lance e Raul Prata achou o atacante livre para desviar.

A Macaca ainda descontou com Felipe Saraiva, que acordou na jogada e marcou o primeiro dele como profissional. Em um contra-ataque, Claudinho desceu pela esquerda e viu Saraiva dentro da área, o atacante completou de primeira para diminuir a diferença.

Com o resultado, resta a Ponte vencer por 2 a 0, tendo em vista o critério de gol marcado fora de casa. Fora isso, precisa anotar três gols de diferença.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal