Coritiba e Athletico empatam em clássico com confusão e recorde de público

Confira o resultado, como foi e a ficha técnica do jogo entre Coritiba e Athletico, pelo Campeonato Paranaense, no primeiro clássico dos rivais em 2022.

Pedro Melo - 16 de fevereiro de 2022, 22:36

(Foto: Du Caneppele/Ofotográfico/Folhapress)
(Foto: Du Caneppele/Ofotográfico/Folhapress)

O primeiro clássico Athletiba da temporada de 2022 terminou empatado em 0 a 0 e contou com recorde de público no Campeonato Paranaense - 23.581 pessoas estiveram no estádio Couto Pereira na noite desta quarta-feira (16). O resultado foi melhor para o Coritiba, que assumiu a liderança do Estadual, enquanto o Athletico caiu para o quinto lugar e segue sem perder. 

Com o empate, o Coxa subiu para 15 pontos e ultrapassou o Operário, que foi derrotado fora de casa para o Maringá por 2 a 0. Já o Athletico chegou aos 14 pontos, mas perdeu posição por conta da vitória do Cianorte sobre o Paraná Clube por 3 a 0.

Na próxima rodada, o Coritiba disputa outro clássico e visita o lanterna Paraná Clube, no domingo (20), às 16h, na Vila Capanema. E o Rubro-Negro joga um dia antes diante do Cianorte, às 19h, na Arena da Baixada.

ATHLETIBA TEM BRIGA DE TORCIDA, GOL ANULADO, MAS TERMINA EMPATADO

As novidades no clássico começaram nas escalações. No Coxa, o técnico Gustavo Morínigo manteve os três zagueiros e improvisou Guillermo de los Santos na lateral-direita. Do outro lado, o treinador Alberto Valentim manteve a base da vitória sobre o Rio Branco e promoveu a entrada de Pablo no lugar de Bissoli.

Com bola rolando, o Athletiba começou equilibrado. Aos 12 minutos, o Coxa criou a primeira chance com Alef Manga, mas a bola foi na rede pelo lado de fora. Já aos 14, o Athletico respondeu com bola na rede. Após cobrança de falta de Marcinho, Pablo desviou e Léo Cittadini completou para as redes. A arbitragem demorou, mas anulou o gol por impedimento do meia.

Aos 21, os torcedores dos dois times entraram em confusão nas arquibancadas e a partida ficou paralisada por quase dez minutos. A briga só foi paralisada com a chegada dois policiais, que precisaram utilizar até bomba de efeito moral para amenizar a situação.

Depois da confusão, a bola voltou a rolar e o Coritiba quase abriu o placar aos 32 minutos. Egídio cobrou falta na área, Pedro Henrique desviou de cabeça e quase marcou contra. Já o Athletico encontrou dificuldade para criar mais jogadas de gol na etapa inicial.

Na etapa final, o Coxa foi quem quase marcou. Aos cinco, Egídio levantou a bola na área, Igor Paixão se antecipou ao goleiro Santos e cabeceou muito perto do gol.

No decorrer do jogo, o Athletiba ganhou emoção com chances para os dois lados. Aos 20, Marcinho cruzou, a bola foi desviada e sobrou para Léo Cittadini, que carimbou o travessão. A resposta coxa-branca foi com Alef Manga, que chutou forte para defesa de Santos. O Athletico levou perigo novamente quando Bissoli arriscou de longe e Alex Muralha espalmou para escanteio.

FICHA TÉCNICA - CORITIBA 0 x 0 ATHLETICO

Data, horário e local: quarta-feira (16), às 20h30, no estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Cartões amarelos: David Terans e Guilherme Bissoli (CAP); Igor Paixão (CFC).

Coritiba: Alex Muralha; Guillermo de los Santos, Henrique, Luciano Castán e Egídio; Val (Gustavo Bochecha), Andrey e Régis (Thonny Anderson); Alef Manga (Matheus Alexandre), Léo Gamalho e Igor Paixão. Técnico: Gustavo Morínigo.

Athletico: Santos; Marcinho, Pedro Henrique (Zé Ivaldo), Thiago Heleno e Abner; Erick, Matheus Fernandes e Léo Cittadini (Julimar); Reinaldo (Carlos Eduardo), Pablo (Guilherme Bissoli) e Davi Araújo (David Terans). Técnico: Alberto Valentim.

 Arbitragem: Leonardo Ferreira Lima, auxiliado por Andrey Luiz de Freitas e Wagner Junior Bonfim Ledo.