Coritiba discute contra proposta e até terça define negociação com R10

O Coritiba já recebeu a contra-proposta do irmão e empresário do meia Ronaldinho Gaúcho, Assis, como parte das negociaçõ..

Redação - 20 de janeiro de 2017, 19:03

O Coritiba já recebeu a contra-proposta do irmão e empresário do meia Ronaldinho Gaúcho, Assis, como parte das negociações que envolvem o jogador e o clube paranaense. O presidente Rogério Bacellar, além do gerente de futebol Alex Brasil e do diretor de Assuntos Internacionais, Juliano Beletti se reúnem nesta sexta-feira para avaliar a nova proposta. O clube afirmou que vai esperar até terça-feira para bater o martelo ou encerrar as negociações.

Segundo o presidente, o clube estipulou um teto salarial para o atleta e além disso, desautorizou outras pessoas do clube falarem sobre as negociações. Nesta semana, o técnico Paulo Cesar Carpegiani chegou dizer que o diretor Gilberto Griebler, que insinuou que o treinador não gostaria da contratação. Antes, o vice-presidente Alceni Guerra havia confirmado que o clube estava interessado no atleta, na contramão do que uma ala da diretoria falava.

O teto salarial poderá ser de R$ 300 mil, baseado nos salários mais altos pagos pelo clube e deve envolver produtividade. Em sua entrevista, Alceni chegou a dizer que o marketing pelo qual o atleta traria seria um atrativo a mais para sua contratação.

Caso R10 seja contratado, ele poderá receber até cerca de 900 mil caso repita a boa fase quando esteve no Atlético Mineiro e fez uma excelente temporada.