Coritiba é pressionado, mas vence Atlético-GO por 1 a 0 e respira fora do Z-4 do Brasileiro

Rafael Nascimento


O Coritiba levou uma blitz do Atlético-GO na noite deste sábado (31), no Couto Pereira, mas foi mais eficiente e venceu por 1 a 0, no encerramento do primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

Matheus Galdezani, na primeira etapa, marcou o gol do jogo.

O resultado tira o Alviverde da incômoda zona de rebaixamento – ao menos provisoriamente. Agora, o Coxa é o 16º colocado, com 19 pontos. No entanto, o time ainda depende do complemento da 19ª rodada e seca os atuais rivais na luta contra o descenso – Bragantino, Vasco e Athetico -,  para se manter fora do grupo dos quatro últimos.

O Atlético-GO segue estacionado no meio da tabela, na 12ª colocação, com 22 pontos, mas há três pontos do Bragantino, que abre o Z-4.

Os próximos desafios de Coritiba e Atlético-GO serão contra o Internacional. Na terça-feira (3), o Dragão encara o Inter às 21h30 no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, na partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil – os gaúchos venceram na ida por 2 a 1, obrigando os goianos a vencerem por dois gols de vantagem para avançarem direto.

No domingo (8), às 16h, será a vez do Coritiba visitar o Internacional, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

GOIANOS TÊM O CONTROLE DO JOGO, MAS COXA SE SEGURA E VENCE

O auxiliar-técnico Pachequinho levou uma formação alternativa a campo, mais aguda, com a presença de Neilton e Cerutti na frente, além do experiente Ricardo Oliveira na referência. E o Alviverde abriu o placar logo no primeiro ataque, aos 7 minutos. Depois de tabelar com Ricardo Oliveira, Giovani Augusto encontrou Matheus Galdezani na entrada da grande área. O volante bateu rasteiro e venceu o goleiro Jean: 1 a 0.

Apesar de ter sido vazado logo no começo da partida, o Atlético-GO se manteve bem postado e com maior posse de bola. Aos 17, Natanael alçou a bola na cabeça de Matheus Vargas, que obrigou Wilson a se esticar para evitar o empate.

Nathan e Hugo Moura bateram cabeça na saída de bola e Zé Roberto também teve a chance do empate, mas novamente Wilson levou a melhor.

Com a marcação encaixada, o Dragão seguiu com o domínio da partida e impunha dificuldades na criação do Coxa, que pouco conseguia ficar com a bola e recuou.

O segundo chute a gol do Alviverde aconteceu apenas aos 40, novamente com Matheus Galdezani. Livre de marcação, o camisa 20 soltou a bomba da intermediária e balançou o travessão de Jean.

O Atlético-GO seguiu melhor na etapa final. Com maior posse de bola, a equipe do técnico Eduardo Souza povoava o campo alviverde, mas com poucas chances efetivas do empate.

Após cobrança de falta de Ricardo Oliveira, aos 15, a bola espirrou na zaga e sobrou limpa para Neilton, que balançou as redes. Só que antes de marcar, a bola havia batido na mão do atacante, e o gol foi bem anulado pela arbitragem, sem a necessidade do VAR. Foi a última chegada do Coxa no jogo.

A partir daí, o time goiano aumentou a pressão e seguiu capitalizando as principais chances. Matheuzinho arriscou pela lado direito e por muito pouco não surpreendeu o goleiro Wilson. No fim, Wellington Rato balançou o travessão de Wilson.

Mas o Coritiba conseguiu segurar o resultado e deixou a zona de rebaixamento.

Previous ArticleNext Article