Coritiba é campeão paranaense pela 38ª vez

Redação


O Coritiba é o novo campeão paranaense. O Alviverde conquistou neste domingo (7), seu 38º título estadual ao empatar sem gols contra o Atlético. Ele foi beneficiado pela vantagem de três gols construída na semana passada, ao bater o Atlético por 3 a 0.

O Coritiba iniciou o jogo de forma tranquila, fazendo uma marcação mais dura nas saídas de bola do Atlético, apesar da larga vantagem de três gols. O Atlético tentava explorar jogadas pelas laterais, mas o apoio era barrado ou parava na pouca eficiência.

Na primeira etapa ambas as equipes tentavam chegar ao gol, mas de forma um pouco dispersa, por se tratar de uma decisão. Pachequinho perdeu Iago logo no começo por lesão, Neto Berola entrou e conseguiu dar mais agilidade.

Na saída do intervalo, o atacante Grafite reclamou da postura do time. “A gente não consegue o último passe, precisamos aproximar mais”, disse.

Mas na volta do segundo tempo não foi o que aconteceu, ainda que aos cinco minutos Crysan tenha recebido pela esquerda, mas não aproveitou a chance. Aos 12, Wilson salvou cabeçada de Marcão.

O Coritiba ameaçou com Kleber, quando aos 27 minutos recebeu boa assistência, mas chutou fraco e Weverton defendeu.

Já aos 38 minutos, Henrique Almeida puxou contra-ataque  e tocou para Anderson livre na esquerda, que dominou, mas ao chutar Weverton fez boa defesa. O Coxa ainda teve outra chance de gol, mas que parou na defesa de Weverton.

 

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 0X0 ATLÉTICO

Local: Estádio Couto Pereira, Curitiba (PR)
Árbitro: Adriano Milczvski.
Assistentes: Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn.
Público e renda: 36.457 total – R$ 1.459.410,00

Cartões amarelos: Otávio, Crysan, William Matheus e Kleber

Coritiba: Wilson; Rodrigo Ramos (Walisson Maia), Werley, Juninho e William Matheus; Alan Santos, Galdezani e Anderson; Iago Dias (Neto Berola) (Jonas), Henrique Almeida e Kleber. Técnico: Pachequinho

Atlético: Weverton; Cascardo, Marcão, Wanderson e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto, Lucho González (Eduardo da Silva) e João Pedro (Yago); Crysan e Grafite. Técnico: Paulo Autuori.

 

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="429515" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]