Para diminuir o desespero, Coritiba encara o Bahia neste sábado

Roger Pereira


O Coritiba enfrenta o Bahia, neste sábado (30), na Arena Fonte Nova, em Salvador, às 16h (horário de Brasília), pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo é considerado um confronto direto, já que apenas três pontos separam as duas equipes. O alviverde é o penúltimo na classificação, com 27 pontos. Enquanto o time baiano é 13º colocado, com 30 pontos.

Enfrentar o Bahia tem sabor diferente para o alviverde. Foi diante dos baianos, no primeiro turno, que a equipe do Alto da Glória iniciou um declínio na campanha, que até então era positiva. O jogo terminou empatado, sem gols, porém foi aquele encontro que culminou na punição de Kleber, suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), após cuspir e agredir o volante Edson, do tricolor baiano. Depois daquele episódio, o Coritiba venceu apenas três jogos, empatou quatro e perdeu 11.

Para deixar a ZR, a equipe de Marcelo Oliveira precisa vencer e torcer para o tropeço de outras equipes, como Ponte Preta, Vitória e Avaí. O empate não é suficiente para tirar o Coxa do sufoco.

O árbitro que comanda o confronto é Pericles Bassols (PE), auxiliado por Clovis Amaral (PE) e Cléberson do Nascimento (PE).

A equipe

O técnico Marcelo Oliveira precisa reorganizar o setor ofensivo, porque os atacantes Kleber, Alecsandro e Getterson desfalcam a equipe. Assim, Henrique Almeida continua formando dupla com Rildo.

A grande dúvida está no gol. Queridinho da torcida, Wilson sentiu dores no pé e pode ser substituído por Bruno.

A boa notícia é o retorno do lateral-direito Dodô e do volante Alan Santos, que cumpriram suspensão na rodada anterior. O primeiro deve ficar no banco de reservas. No setor de contenção, a tendência é que Jonas retorne ao banco, enquanto o camisa 5 reassume a titularidade.

A provável escalação tem Wilson (Bruno Brígido); Léo, Werley, Walisson Maia (Cléber Reis) e Thiago Carleto; Alan Santos, Matheus Galdezani (Jonas), Tiago Real e Anderson; Henrique Almeida e Rildo.

De olho no adversário

Na lateral-direita, o treinador Preto Casagrande não poderá contar com o lateral Eduardo, suspenso pelo acúmulo de cartões.  Edér, cotado para substituir o jogador, pegou uma virose e ainda é dúvida. Caso o defensor não possa atuar, o zagueiro Everson é o principal candidato a ocupar a vaga na lateral-direita.

O volante Renê Júnior está vetado pelo departamento médico. Já o zagueiro Jackson e os laterais Armero e Wellington Silva continuam em processo de transição.

O provável Bahia tem Jean; Éder (Everson), Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Edson, Juninho, Zé Rafael, Mendoza e Vinícius; Rodrigão.

 

 

 

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="457629" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]