Coritiba busca consolidação e recuperação da hegemonia no Paranaense

O Coritiba entra em 2022 com um cenário melhor do que no ano anterior. O retorno para a Série A do Campeonato Brasileiro

Jorge de Sousa - 17 de janeiro de 2022, 18:00

(Divulgação/Coritiba)
(Divulgação/Coritiba)

O Coritiba entra em 2022 com um cenário melhor do que no ano anterior. O retorno para a Série A do Campeonato Brasileiro, manutenção da base que conquistou o acesso na Série B e o maior investimentos em contratações deixam o torcedor otimista para o Campeonato Paranaense. O Coxa é o segundo time do especial do Paraná Portal sobre os 12 clubes do estadual.

 

 

Nos últimos dez anos, o Coritiba venceu três edições do Paranaense e viu o rival Athletico Paranaense levar quatro taças, sendo três com o elenco formado por atletas com até 23 anos.

Para a temporada, a diretoria trouxe nomes como o lateral Egídio, o zagueiro Guillermo de los Santos, o meia Régis e os atacantes Alef Manga e Pablo García.

Além desses nomes, a expectativa é que a diretoria traga mais sete reforços para o elenco até o início da disputa do Campeonato Brasileiro, com esses nomes chegando no decorrer do Paranaense.

Por outro lado, do elenco que conquistou o acesso na Série B deixaram o clube o lateral Romário, meia Rafinha e os atacantes Waguininho e Dalberto.

Outra manutenção importante foi a do técnico Gustavo Morínigo, primeiro treinador do Coritiba nos últimos dez anos a iniciar duas temporadas consecutivas no comando da equipe.

TIME-BASE DO CORITIBA

Alef Manga Coritiba (Divulgação/Coritiba)

Como manteve boa base do elenco que conseguiu o acesso para a elite do futebol nacional, a equipe que irá estrar no Paranaense contra o Cianorte deve trazer a estrutura que terminou a Série B.

Dos reforços trazidos para a temporada apenas Egídio e Régis devem conseguir a titularidade no início do Paranaense.

Para a estreia no Paranaense, o Coritiba deve entrar em campo com Alex Muralha, Natanael, Luciano Castán, Henrique e Egídio (Guilherme Biro); Matheus Sales (Val), Willian Farias e Régis; Alef Manga, Léo Gamalho e Igor Paixão.

PALAVRA DO PRESIDENTE JUAREZ MORAES E SILVA*

Outros nomes virão na sequência, o mais rápido possível, mas dentro de uma cautela negocial por conta que nossos recursos têm de ser muito bem cuidados. Para isso tem que fazer negociações firmes e fortes, sem dar muita margem para fazer negociação por emoção.

Tivemos um trabalho muito intenso nas últimas semanas, desde a confirmação da Série A. Todo o elenco está sendo arrumado, com 1/3 da base, 1/3 da Série B e 1/3 novos jogadores.

A presença do René (Simões), uma pessoa com muita experiência e história com o Coritiba, tenho certeza que vai fortalecer ainda mais essa união. A comissão continua, confiamos demais no Gustavo Morínigo, que tem muito foco, experiência, conhece demais o Coritiba e o futebol brasileiro. Vai nos ajudar demais nesse ano. Mas a unidade é o grande fator de diferença do Coritiba, tanto na diretoria, quanto no elenco.

*Entrevista no início da pré-temporada