Coritiba: Morínigo considera jogo contra o Cuiabá como "final"

A aposta coxa-branca é justamente na força do Couto Pereira. Em nove jogos como mandante, o Alviverde ganhou cinco, empatou dois e perdeu apenas dois

Pedro Melo - 21 de julho de 2022, 19:01

(Geraldo Bubniak/AGB)
(Geraldo Bubniak/AGB)

O técnico Gustavo Morínigo considera que o confronto direto com o Cuiabá é "uma final" para o Coritiba. Os dois times encerram o primeiro turno do Campeonato Brasileiro na próxima segunda-feira (24), às 20h, no Couto Pereira.

"O Cuiabá é uma final, todos sabemos disso. E temos o pensamento de que são eles ou nós. Então, com esse pensamento, vamos entrar neste jogo no Couto respeitando o Cuiabá, que está trabalhando bem e fez um bom jogo contra o Palmeiras. Mas a partir de agora, é só este jogo, não existe depois. Precisamos que seja desta maneira. É estar da melhor maneira neste jogo que vai ser no Couto, vai ser no nosso campo. Temos que ser protagonistas, vamos ser protagonistas seguramente e buscar a vitória. Não tem o que esconder", declarou o comandante, logo após a derrota por 3 a 1 para o Corinthians.

A aposta coxa-branca é justamente na força do Couto Pereira. Em nove jogos como mandante, o Alviverde ganhou cinco, empatou dois e perdeu apenas dois. Dos 19 pontos conquistados até o momento no Brasileirão, 17 foram em casa.

Por isso, Morínigo considera que o apoio da torcida pode ser o diferencial no confronto. "A diferença vai ser seguramente nossa torcida que vai confiar e seguir apoiando, o que esperamos. É a nossa maior fortaleza", afirmou.

O Coritiba ainda tem mais três dias até a partida contra o Cuiabá e foca em melhorar o sistema defensivo. O Coxa sofreu 20 gols nas últimas dez rodadas e tem a segunda pior defesa do Campeonato Brasileiro.

"O sistema defensivo começa desde o Léo [Gamalho], o primeiro atacante que começa a brigar, passa pelos extremos, os volantes, e a última zona é a defensiva. Não é um erro, mas não estamos caprichando nessa parte. [Contra o Corinthians] trabalhamos bem, mas tomamos decisões equivocadas, e nessa tomada de decisão, eles acabaram marcando primeiro. Todos se cobraram no intervalo, saímos bem no segundo tempo, igualamos o jogo, mas não pudemos suportar", declarou Morínigo.

AGENDA DO CORITIBA

  • Cuiabá - segunda-feira (25/07), às 20h, no Couto Pereira
  • Goiás - sábado (30/07), às 16h30, na Serrinha
  • Santos - segunda-feira (08/08), às 20h, no Couto Pereira
  • Atlético-MG - domingo (14/08), às 11h, no Couto Pereira