Coritiba: Morínigo defende jogadores de vaias da torcida

Entre os jogadores mais criticados pela torcida estão o o zagueiro Henrique e o lateral-esquerdo Guilherme Biro

Pedro Melo - 11 de julho de 2022, 17:31

(Divulgação/Coritiba)
(Divulgação/Coritiba)

O técnico Gustavo Morínigo defendeu os jogadores do Coritiba vaiados por alguns torcedores durante o empate em 2 a 2 com o Juventude. As reclamações aconteceram principalmente no intervalo, quando o Coxa perdia por 2 a 0.

Entre os jogadores mais criticados pela torcida estão o zagueiro Henrique e o lateral-esquerdo Guilherme Biro. Henrique cometeu o pênalti do segundo gol do Juventude e Biro saiu ainda no intervalo para dar lugar a Egídio.

"Aqui são jogadores de primeira, não são meninos, são todos grandes. Tem que aprender a viver com a pressão, assim como Henrique, que fez um segundo tempo maravilhoso. Nós compreendemos, mas são poucos. A torcida apoiou ao máximo, empurrou, e essa é a ajuda que precisamos", afirmou Morínigo.

Os dois jogam em um setor que preocupa o Coritiba. Em 16 jogos, o Coxa levou 25 gols e tem a segunda pior defesa do Campeonato Brasileiro, atrás somente do Juventude, penúltimo colocado.

De acordo com o técnico coxa-branca, o bom desempenho não depende apenas dos defensores. "A segurança defensiva não depende apenas dos defensores, é de todo o time, assim como a construção do jogo. É seguir trabalhando, estamos buscando, o departamento de futebol está buscando melhores opções também. Precisamos ter essa competência dentro do elenco para elevar a performance de cada um", comentou.

O Coritiba agora se prepara para uma dobradinha fora de casa contra Corinthians e Flamengo. E o desempenho fora de casa é algo que também preocupa o treinador. "É algo que estamos trabalhando com o departamento de futebol, a parte psicológica, de tirar essa pressão de jogo fora de casa. Claro que temos muita vontade e muitas esperanças de fazer um grande jogo. São esses jogos que gostamos de jogo, que nos leva para um patamar diferente", falou.

AGENDA DO CORITIBA

  • Flamengo - sábado (16/07), às 19h, no Mané Garrincha
  • Corinthians - quarta-feira (20/07), às 21h30, na Neo Química Arena
  • Cuiabá - segunda-feira (25/07), às 20h, no Couto Pereira
  • Goiás - sábado (30/07), às 16h30, na Serrinha