Morínigo exalta mentalidade, mas lamenta vantagem mínima do Coritiba sobre o Santos

O técnico paraguaio Gustavo Morínigo elogiou a partida do Coritiba, mas lamentou que a vantagem construída foi mínima diante do Santos pela Copa do Brasil.

Redação - 21 de abril de 2022, 16:58

(Geraldo Bubniak/AGB)
(Geraldo Bubniak/AGB)

O técnico Gustavo Morínigo, do Coritiba, gostou da atuação da equipe na vitória por 1 a 0 sobre o Santos pela terceira fase da Copa do Brasil, mas lamentou a vantagem mínima.

"Creio que o resultado ficou curto nesse primeiro tempo, mas é o futebol. A diferença é mínima, temos que cuidar muitos detalhes, porque sabemos da qualidade deles", disse o comandante paraguaio após os 90 minutos.

O treinador coxa-branca ainda falou que "os números falam por si" a respeito do jogo. Segundo o SofaScore, o Coritiba finalizou 23 vezes, sendo que 16 dos arremates foram apenas no primeiro tempo. 

No entanto, o goleiro João Paulo fez pelo menos cinco defesa difíceis e evitou um placar mais elásticos a favor do Coxa. 

Na avaliação de Morínigo, a postura do time durante a etapa inicial e a organização defensiva nos 45 minutos finais. 

"O time estava sem medo e convencido pelo jogo anterior, que tiveram erros que nos custaram. Todos entraram com uma mentalidade diferente e confiante. Isso fez diferença", avaliou Morínigo. 

Já na etapa final, o Coritiba viu a produção ofensiva cair. Mesmo assim, Andrey exigiu mais uma ótima defesa de João Paulo. Do outro lado, o Santos assustou com uma chegada de Ricardo Goulart.

"No segundo tempo caímos um pouco fisicamente, mas procuramos controlar o jogo e não ficamos expostos. Estivemos bem posicionados", finalizou o técnico do Coritiba. 

O jogo de volta entre Coxa e Santos está marcado para o dia 12 de maio, na Vila Belmiro.

CORITIBA VOLTA A FOCAR NO BRASILEIRÃO

O Coxa se prepara agora para enfrentar o Atlético-MG pela terceira rodada do Brasileirão. O jogo acontece neste sábado (23), às 21h30, na Arena Independência, em Belo Horizonte.