Coritiba reage no segundo tempo e conquista grande virada sobre o Flu

O Coritiba reagiu contra o Fluminense no segundo tempo e conquistou uma grande virada por 3 a 2, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Pedro Melo - 01 de maio de 2022, 18:14

(Ernani Ogata/Código 19/Folhapress)
(Ernani Ogata/Código 19/Folhapress)

Depois de ficar com dois gols de desvantagem, o Coritiba reagiu contra o Fluminense no segundo tempo e conquistou uma grande virada por 3 a 2, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Paulo Henrique Ganso, após falha bizarra de Alex Muralha e de cabeça, marcou para o Flu, e Léo Gamalho, duas vezes, e Andrey fizeram a festa dos mais de 20 mil torcedores presentes no Couto Pereira.

A virada em casa levou o Coxa para os sete pontos, na quinta colocação, dentro da zona de classificação para a Libertadores. A campanha alviverde até o momento é de duas vitórias, um empate e uma derrota.

O técnico Gustavo Morínigo terá mais uma semana de treinamentos até o próximo jogo. O Verdão só volta a campo no dia 09 (segunda-feira), às 20h, para enfrentar o Avaí, na Ressacada.

ALEX MURALHA FALHA, MAS CORITIBA VIRA NO SEGUNDO TEMPO CONTRA O FLUMINENSE

Empurrado pela torcida, o Coritiba iniciou a partida com mais posse de bola e teve a primeira chance logo aos cinco minutos. Clayton, que permaneceu entre os titulares mesmo com a volta de Léo Gamalho, desviou cruzamento de cabeça e a bola ficou nas mãos de Fábio.

O primeiro tempo estava morno, sem grandes momentos dos dois lados, mas a situação mudou em uma falha de Alex Muralha. Aos 19 minutos, Paulo Henrique Ganso, livre de marcação, arriscou chute de longe, o goleiro coxa-branca tentou encaixar, mas não segurou e a bola parou na rede.

Após a falha, Alex Muralha foi vaiado pela maioria dos torcedores, mas recebeu aplausos de outros como incentivo. Porém, o gol deixou o Coxa ansioso em campo e com dificuldades na criação. Para piorar a situação, o Fluminense ampliou a vantagem aos 35 minutos. Luiz Henrique cruzou a bola na área, Paulo Henrique Ganso apareceu na pequena área e marcou de cabeça.

O Alviverde até tentou uma reação nos acréscimos, mas o chute de Andrey passou muito perto da trave. Ao final do primeiro tempo, a torcida coxa-branca vaiou muito a arbitragem de Raphael Claus.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Gustavo Morínigo mudou três vezes com as entradas de Egídio, Robinho e Léo Gamalho nos lugares de Guilherme Biro, Régis e Clayton, respectivamente. Além das mudanças, o Coxa voltou com uma postura bem mais ofensiva.

E o Coritiba do segundo tempo não demorou muito tempo para descontar o placar. Logo aos cinco minutos, André acertou Léo Gamalho dentro da área e o árbitro marcou pênalti e expulsou o jogador do Flu após olhar no vídeo. Na cobrança, o próprio centroavante deslocou Fábio e marcou.

A vantagem numérica e o primeiro gol deu moral para a equipe coxa-branca, que seguiu com a pressão e chegou ao empate aos 15 minutos. Após bate e rebate dentro da área, a bola sobrou para Andrey, que chutou cruzado de quase da pequena área para empatar a partida.

O Coxa seguiu todo no ataque em busca do gol da vitória, perdeu algumas chances, mas conseguiu os três pontos praticamente no último lance. Fábio salvou no primeiro lance, Fabrício Daniel pegou o rebote e tocou para Léo Gamalho, que mandou para o fundo da rede.

FICHA TÉCNICA - CORITIBA 3X2 FLUMINENSE

Data, horário e local: domingo (1º), às 16h, no Couto Pereira, em Curitiba.

Coritiba: Alex Muralha; Matheus Alexandre, Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro (Egídio); Willian Farias, Andrey (Adrian Martínez) e Régis (Robinho); Alef Manga (Fabrício Daniel), Clayton (Léo Gamalho) e Igor Paixão. Técnico: Gustavo Morínigo.

Fluminense: Fábio; Samuel Xavier (Matheus Calegari), Nino, Luccas Claro e Marlon; André, Yago, Nonato (Martinelli) e Paulo Henrique Ganso (Willian Bigode); Luiz Henrique (Caio Paulista) e Germán Cano (David Duarte). Técnico: Marcão.

Gols: Paulo Henrique Ganso (FLU), aos 19' e 35' do primeiro tempo, Léo Gamalho (CFC), aos 7' e 48' do segundo tempo, e Andrey (CFC), aos 15' do segundo tempo.

Cartões amarelos: Paulo Henrique Ganso e Marcão (FLU).

Cartão vermelho: André (FLU).

Arbitragem: Raphael Claus (SP), auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Neuza Inês Back (SP). O VAR é Wagner Reway (MT), com assistência de Cleriston Clay Barreto Rios (SE).