Sócios do Coritiba votam pela mudança para SAF; entenda

Redação

coritiba saf votação sócios

Os associados do Coritiba têm, nesta quinta-feira (23), a responsabilidade de definir o futuro do clube com a votação da SAF (Sociedade Anônima do Futebol). A ideia da diretoria é adotar o modelo de clube-empresa para ter mais estabilidade administrativa e evitar erros que possam fazer a equipe voltar a ser rebaixada para a Série B.

A Assembleia Geral Extraordinária de Sócios acontece de forma online no site do clube, das 10h às 14h. Os associados podem conferir o tutorial da votação da SAF no Coritiba aqui!

O QUE É SAF

A lei que estimula os clubes de futebol a virarem clube-empresa SAF (Sociedade Anônima do Futebol) foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em agosto. Isso é uma mudança importante porque a maior parte dos clubes hoje, como o Coxa, é definida como entidade sem fins lucrativos, o que significa isenção total ou parcial de impostos. Na prática (e de forma mais simples), a mudança permite atrair investidores e gerenciar melhor as dívidas dos times.

O formato dessa mudança e como isso aconteceria gerou muito debate entre os parlamentares e Bolsonaro, com derrubada de vetos durante processo de aprovação da lei. Contudo, um veto do presidente que permaneceu é que os clubes não serão obrigados a revelar quem são seus proprietários. Ou seja, a falta de transparência pode ser outro aspecto a ser levado em conta. Dentro desse cenário, alguns torcedores do Coxa criticam que a SAF é um cheque em branco para a gestão chefiada por Juarez Moraes e Silva.

Além disso, antes da lei entrar em vigor, apenas o Red Bull Bragantino e o Cuiabá já tinham estruturas parecidas – ambos executam um modelo empresarial que já era disponível na legislação.

Os clubes, como o Coritiba, que optarem por adotar a SAF poderão recolher 5% da receita bruta como imposto único para cobrir o Imposto de Renda, CSLL e Cofins durante cinco anos. Depois desse período, a alíquota será de 4% e vai englobar a receita da venda dos direitos econômicos dos jogadores.

PRESIDENTE DO COXA DISSE QUE NÃO HÁ VIDA SEM A SAF

“A mudança é essencial, vital. Não há vida sem essa mudança do Coritiba. Esse é o único caminho que a gente enxerga para poder colocar o Coritiba em um outro patamar”, disse o presidente Juarez Moraes e Silva em entrevista ao GE sobre o tema.

Enquanto o Cruzeiro já teve Ronaldo como investidor a partir da SAF, o dirigente alviverde aponta que sua gestão já tem definido o trilho do clube do Alto da Glória.

“A gente pretende quitar a dívida, que sufoca a gestão todo dia, dentro de um tratamento que a lei possibilita. Depois que houver o saneamento da dívida e essa governança estabelecida, aí sim o Coritiba estará atrativo para buscar investidores. Isso vai acontecer no segundo semestre do ano que vem”, projeta ele.

Juarez Moraes e Silva ainda insiste que esse é o único caminho para que o Coxa volte a ter glórias – e não fique oscilando entre as Séries A e B do Brasileirão.

“O Coritiba tem que retomar de forma sustentada. Não adianta ter um ‘voo de galinha’, vai um ano e no outro cai. Tem que ter uma estrutura bem organizada para o clube ser competitivo, sem grandes sustos de queda. Esse é o nosso objetivo. O Coritiba é um grande clube e tem que voltar a ser campeão brasileiro”, completou.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="813134" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]