Em péssimo gramado, Coritiba empata com o Cianorte e adia classificação para as quartas do Paranaense

Pedro Melo

Coritiba x Cianorte - Paranaense

Em um gramado cheio de lama em Paranaguá, o Coritiba apenas empatou com o Cianorte em 1 a 1, na tarde desta quarta-feira (12), e adiou a classificação para as quartas de final do Campeonato Paranaense. Vitor colocou o time visitante na frente, e Léo Gamalho, de pênalti, deixou tudo igual.

Com 14 pontos, o Coritiba caiu para a sexta colocação e ainda corre risco de ser eliminado na primeira fase do Paranaense. O Maringá, primeiro time fora do G8, venceu o Toledo por 2 a 0 e subiu para 12 pontos. Já o Cianorte é o oitavo, com 13, e também está na briga para garantir a vaga no mata-mata.

Na última rodada da fase de classificação, o Coritiba joga mais uma vez em Paranaguá, mas desta vez será visitante contra o Rio Branco. O Cianorte recebe o Azuriz, no estádio Albino Turbay. Os jogos serão realizados no sábado (15), às 11h30.

GRAMADO PREJUDICA E CORITIBA E CIANORTE EMPATAM EM PARANAGUÁ

Com o gramado encharcado pela forte chuva que caiu em Paranaguá, a bola teve muita dificuldade para rolar. Por isso, as duas equipes tentaram ligações diretas para o ataque. O Cianorte levou perigo pela primeira vez aos 19 minutos, mas a bola de Morelli foi por cima do gol.

A resposta do Coritiba foi em um lance que terminou com muita polêmica. Após cobrança de escanteio, Rafinha finalizou e Bruno defendeu. Os jogadores do Coxa reclamaram muito que a bola ultrapassou a linha e o goleiro defendeu depois da linha. Porém, o árbitro mandou o jogo seguir.

Após o apito final, Rafinha chutou a bola para longe e levou uma advertência da arbitragem. Em entrevista à TV Coxa Prime ainda no intervalo, o atacante criticou a realização do jogo em um gramado sem condição. “A gente é obrigado a jogar, não tem data pelo calendário, e tem que jogar num gramado desse. O prejudicado sempre é os atletas”, lamentou.

Na etapa final, o Cianorte voltou melhor e aproveitou falha da defesa coxa-branca para sair na frente. Léo Muchacho avançou pela esquerda e cruzou rasteiro. A bola ficou em disputa dentro da área e Vitor, de carrinho, completou para o fundo das redes. Dois minutos após o primeiro, o ‘Leão do Vale’ quase marcou o segundo, mas Wilson salvou no chute de Wilson Júnior.

O Coritiba chegou ao empate em lance de pênalti. Após bate e rebate na área, Léo Gamalho foi derrubado por Maurício e o árbitro marcou a penalidade. Na cobrança, o próprio centroavante chutou rasteiro, o goleiro Bruno tocou na bola, mas não evitou o gol.

Logo depois do empate, o técnico Gustavo Morínigo deixou o Coxa ainda mais ofensivo com a entrada de Dalberto na vaga de Matheus Sales. Mesmo dois centroavantes em campo, o time alviverde encontrou muita dificuldade para criar novas chances, até pela péssima condição do gramado. Nem mesmo a expulsão de Doma, do Cianorte, mudou o panorama.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1X1 CIANORTE

Data e horário: quarta-feira (12), às 15h30
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Leonardo Sigari Zanon (PR)
Assistentes: Heitor Alex Eurich (PR) e Tom Gomes Rocha (PR)

Coritiba: Wilson; Igor, Wellington Carvalho, Nathan Ribeiro e Natanael; Willian Farias, Matheus Sales (Dalberto) e Val; Rafinha (Jhony Douglas), Léo Gamalho e Igor Paixão.
Técnico: Gustavo Morínigo.

Cianorte: Bruno; Michel (Buba), Vitor, Maurício e Tales; Doma, Morelli e Gabriel Calabrês (Grafite); Wilson Jr., Pachu (Léo Muchacho) e Sávio.
Técnico: João Burse.

Gols: Vitor (CIA), aos 8′ do segundo tempo, e Léo Gamalho (CFC), aos 18′ do segundo tempo.
Cartão amarelo: Léo Muchacho (CIA).
Cartão vermelho: Doma (CIA).

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="763535" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]