Coxa demite Carpegiani próximo do Atletiba. Marcelo Oliveira é sondado

O técnico Paulo César Carpegiani não está mais no Coritiba. O treinador comandou o treino do Coxa nesta tarde de segunda..

Redação - 27 de fevereiro de 2017, 20:53

O técnico Paulo César Carpegiani não está mais no Coritiba. O treinador comandou o treino do Coxa nesta tarde de segunda-feira (27) e no começo da noite a diretoria decidiu por sua saída. A situação do treinador estava se insustentável desde a eliminação do Coritiba pelo Asa, de Arapiraca, pela segunda fase da Copa do Brasil, dentro de casa. Dentro do Estadual o time mantém uma campanha irregular e a diretoria decidiu pelas rescisão contratual. Para o Atletiba, na Arena da Baixada, quarta-feira (1º), o time pode ser comandado por Marcio Goiano.

O técnico Marcelo Oliveira, atualmente sem clube, chegou a ser sondado. Vice-campeão duas vezes  da Copa do Brasil com o clube, Oliveira não aceitou, segundo fontes, a primeira investida. O curitibano Levir Culpi também está entre os nomes cotados.

"Em nome da diretoria administrativa quero agradecer ao Carpegiani pelo trabalho realizado ano passado e este ano. Foram meses de dedicação e profissionalismo que deixarão lições para o clube", destacou o presidente Rogério Bacellar.

A saída de Carpegiani era cogitada desde a última quinta-feira, quando o time apresentou um fraco futebol, jogou com várias improvisações e pouca criatividade, e foi eliminado pelos alagoanos. "O que aconteceu foi uma vergonha", chegou a dizer o diretor de futebol Alex Brasil.

Carpegiani esteve à frente da equipe por 31 jogos, somando 43% de aproveitamento, sendo 10 vitórias, 10 empates e 11 derrotas. Além disso, o treinador ocupa juntamente com Tim o quarto lugar do ranking de técnicos que acumulam mais partidas à frente do Coxa. Foram 126 partidas, abaixo de Felix Magno (201), Dirceu Krüger (185) e Marcelo Oliveira (131). Já no aproveitamento geral

Considerando suas duas passagens no comando técnico do Coxa, o aproveitamento total é de 57,7%, com 60 vitórias, 38 empates e 28 derrotas. Além de Paulo Cesar, o auxiliar técnico Rodrigo Carpegiani também foi demitido.