Coxa vai à Justiça para definir caso Ceará

Redação


A devolução do lateral direito Ceará, que depois de rescindir seu contrato com o Coritiba para jogar pelo Inter, ficou sem clube por ter sido reprovado nos exames médicos, deve parar na Justiça. O Coxa receberia R$ 1 milhão pelo negócio, porém, o clube gaúcho não está disposto a pagar. Por meio de nota oficial, o Coritiba esclareceu detalhes da negociação e espera pelo pagamento.

Conforme a nota (veja íntegra abaixo) o Coxa explica que não procurava clube para negociar o atleta. “O Coritiba Foot Ball Club informa que, em momento algum, procurou clubes para negociar este atleta. O clube paranaense recebeu uma proposta, fez a contrapartida, que foi aceita, e acatou o pedido de rescisão contratual do atleta. O Coritiba entende que a rescisão foi feita e espera o cumprimento do acordado junto aos envolvidos”, diz a nota.

Ceará disputou 21 jogos em 2016, mas nesta temporada teve duas lesões e perdeu espaço para Dodô, das categorias de base. Pela Série A, neste ano, Ceará chegou a disputar seis jogos pelo Coxa, número limite de jogos para que pudesse se transferir.

Veja a íntegra da nota:

A diretoria administrativa do Coritiba Foot Ball Club vem a público esclarecer as informações pertinentes à negociação do atleta Ceará. O Coritiba recebeu do Sport Club Internacional uma proposta para a liberação do jogador, que comunicou à direção alviverde o seu desejo da rescisão contratual. Para a negociação, o Coritiba pediu uma contrapartida financeira, que foi aceita pelo Colorado.

Ceará vinha de um período de recuperação física recente e, liberado pelos médicos do Coritiba, fez sua última partida pelo clube paranaense no último domingo (31 de julho), contra o Flamengo.

No início desta semana, Ceará assinou sua rescisão contratual e trabalhista com o Coxa já tendo a proposta da equipe gaúcha. Na tarde desta terça-feira, o Coritiba foi surpreendido com as informações de que o Internacional estava desistindo do acordo.

Todavia, o Coritiba Foot Ball Club informa que, em momento algum, procurou clubes para negociar este atleta. O clube paranaense recebeu uma proposta, fez a contrapartida, que foi aceita, e acatou o pedido de rescisão contratual do atleta. O Coritiba entende que a rescisão foi feita e espera o cumprimento do acordado junto aos envolvidos.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="376462" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]