câmara dos deputados
Compartilhar

Cristian de Souza troca título acreano pelo Paraná

O técnico Cristian de Souza poderia se sagrar campeão acreano pelo Rio Branco, mas deve se apresentar neste sábado (6), ..

Redação - 05 de maio de 2017, 19:23

O técnico Cristian de Souza poderia se sagrar campeão acreano pelo Rio Branco, mas deve se apresentar neste sábado (6), no jogo-treino do Paraná contra o Joinville, no CT Ninho da Gralha, em Quatro Barras (PR). Ele substitui o técnico Wagner Lopes que deixou o clube e comunicou sua saída durante entrevista coletiva antes do treino da sexta-feira (5).

Segundo Lopes, houve uma oferta de um clube do exterior - não revelado - que deve ser divulgado na segunda-feira (7), além de uma oferta salarial 19 vezes maior do que seu salário no Tricolor. Apesar da perda de seu técnico, o clube anunciou a prorrogação do empréstimo do meia Renatinho ate o final do ano, Leandro Vilela até 2019 e Marcos até o final da Série B.

Por meio da assessoria, o novo técnico disse estar preparado para o desafio. “Estou preparado para este grande desafio. Sei da estrutura que o Paraná e dos objetivos. Vamos procurar dar sequência a tudo de bom que foi feito até aqui, nesta temporada”, disse o treinador que já atuou nas categorias de base do Grêmio-RS, Figueirense-SC e Ceará-CE.

O executivo de futebol, Rodrigo Pastana, disse que Souza se encaixa na filosofia do Paraná. "Conheço o Cristian, é um treinador disciplinador, rigoroso e com uma filosofia vencedora, um técnico novo com muita vontade de vencer, conquistar títulos, ele conhece bem a nossa filosofia e tem tudo para fazer um ótimo trabalho", comentou.

Sobre o fato de Cristian ser desconhecido no comando de um grande clube, Pastana citou o exemplo de Lopes. "Quando Wagner Lopes chegou muita gente contestou, como agora pode acontecer com o Cristian, mas ele tem o perfil que se encaixa em nosso trabalho, não iremos jogar para a torcida e o Cristian irá conquistar seu espaço", falou.

Lopes comandou o Paraná em 22 partidas e teve um aproveitamento de 65,15%. Mesmo não tendo conseguido o título estadual, o desempenho foi considerado "excelente" pela diretoria, inclusive com a classificação do Tricolor para as oitavas-de-final da Copa do Brasil.