Cristiano Ronaldo marca três e Juventus passa pelo Atlético de Madrid

Vinicius Cordeiro


Cristiano Ronaldo brilhou nesta terça-feira (12) e levou a Juventus às quartas de final da Liga dos Campeões. O português marcou todos os gols da vitória por 3 a 0 sobre o Atlético de Madrid no Allianz Stadium, em Turim. Na ida, os espanhóis haviam vencido por 2 a 0. Apesar da boa vantagem, a equipe treinada pelo argentino Diego Simeone não teve como segurar Cristiano.

CR7 teve uma das maiores atuações da história da Champions League e se isolou ainda mais como o maior artilheiro da história do torneio – são 124 gols marcados em 160 partidas. Contratado em julho do ano passado, ele vai alcançando as expectativas e é o principal nome da “Velha Senhora” nesta temporada. Além disso, São oito hat-tricks de Cristiano em Champions (mesmo número de Lionel Messi) e quatro apenas em duelos contra o Atlético.

Agora a Juve espera o sorteio dos confrontos da próxima fase. A definição dos confrontos já inclui o caminho das semifinais e acontece na próxima sexta-feira (15). Ajax, Manchester City, Manchester United, Porto e Tottenham já estão garantidos. Amanhã (13), o Barcelona encara o Lyon, da França, enquanto o Bayern de Munique enfrenta o Liverpool.

>>> City atropela Schalke e garante vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões

O imparável Cristiano

A Juve pressionou o jogo inteiro pelo resultado. A diferença de posse de bola não foi tão grande (62% a 38%), assim como os italianos não tiveram tantas chances de gol. Foram quatro arremates dos donos da casa ao gol defendido por Oblak, enquanto os colchoneros não finalizaram nenhuma vez entre as três traves do goleiro Szczesny.

O primeiro gol saiu aos 26 minutos. O meia Bernadeschi cruzou e Cristiano Ronaldo subiu bem para cabecear firme para o fundo das redes.

O segundo tento de CR7 também saiu em jogada aérea, só que dessa vez quem lançou a bola na área espanhola foi o lateral direito João Cancelo. O atacante deu mais uma testada forte na bola e Oblak chegou a defender. Para a sorte dos italianos, a tecnologia confirmou que a bola atravessou completamente a linha do gol.

O placar de 2 a 0 levava a decisão para a disputa de pênaltis. Mas o português apareceu de novo. Ele se encarregou da penalidade sofrida por Bernadeschi. Apesar do lance polêmico, o italiano foi tocado pelo zagueiro uruguaio José Giménez. Cristiano não se importou com o peso da classificação nas suas costas e fuzilou, no canto esquerdo, para a Juventus seguir viva na competição.

Previous ArticleNext Article