Cruzeiro segura Palmeiras e Corinthians agradece

Roger Pereira


Palmeiras e Cruzeiro fecharam, na noite desta segunda-feira, a 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas quem comemorou foi o Corinthians. Precisando da vitória para diminuir para apenas três pontos a vantagem do Timão na liderança do campeonato, o Palmeiras teve que se contentar com um empate em 2 a 2 depois de estar perdendo por duas vezes a partida. Com o resultado, cinco pontos (a menor diferença desde julho) separam os dois primeiros colocados do Brasileirão, que se enfrentam na próxima rodada. Alívio para o Corinthians, que, mesmo que tropece no clássico, seguirá em primeiro.

O jogo praticamente começou com o Palmeiras já tendo que correr atrás do placar. Isso porque, logo aos cinco minutos, o Cruzeiro abriu o placar, numa infelicidade de Juninho. Diogo Barbosa recebeu lançamento pela esquerda, avançou até a linha de fundo e cruzou. O zagueiro palmeirense desviou contra o próprio gol.

Precisando do resultado, o Palmeiras partiu para o abafa, criou algumas boas chances, mas só conseguiu o empate aos 34 minutos, com Borja, que aproveitou o rebote de Fábio, depois que Dudu tentou um gol de calcanhar. O primeiro tempo seguiu com o Palmeiras pressionando, mas o Cruzeiro suportando sem grandes sustos. O time mineiro terminou o primeiro tempo sem nenhuma finalização ao gol.

O Cruzeiro voltou melhor na segunda etapa e conseguiu equilibrar as ações da partida. Deixou de apenas se defender e passou a ameaçar o gol palmeirense, principalmente, nos contra-ataques. E foi num deles que saiu o segundo gol. Juninho (não era mesmo a noite dele) perdeu a bola no meio de campo e, numa trama rápida, Arrascaeta lançou e Robinho apareceu livre, na frente de Fernando Prass, fazendo um golaço ao encobrir o goleiro.

Depois do 2 a 1, o que se viu foi um verdadeiro abafa do Palmeiras. Com quatro atacantes em campo, o Verdão partiu para o tudo ou nada e chegou ao empate já no final, aos 40 minutos, novamente com Borja. Numa jogada rápida de lateral, Dudu foi à linha de fundo e cruzou na medida para o colombiano, que teve tempo de dominar e fuzilar de sem-pulo o gol de Fábio.

O Palmeiras manteve a pressão em busca da virada, mas não teve sucesso. No último lance do jogo, Juniniho teve a chance de se redimir, cabeceando cobrança de escanteio de Dudu, mas Fábio fez grande defesa.

Com o empate, o Palmeiras vai a 54 pontos, na vice-liderança da competição, enquanto o Cruzeiro é o 5º, com 48 pontos.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal