Delegação paranaense traz 17 medalhas dos Jogos Mundiais Escolares

Redação


O Brasil conquistou o primeiro lugar na classificação geral da 16ª Gymnasíade, o maior e mais importante campeonato esportivo estudantil, que terminou na última segunda-feira (18), em Trabzon, na Turquia. Entre a delegação de mais de 220 estudantes, que trouxe 128 medalhas, sendo 57 de ouro, 32 de prata e 39 bronzes, estão 13 paranaenses que conquistaram 17 medalhas.

A Turquia segunda colocada conquistou ao todo 119 medalhas, sendo 47 de ouro, 45 de prata e 27 de bronze. A terceira colocação foi para França com 15 medalhas de ouro.

Além do quadro geral, a delegação brasileira se destacou em natação, atletismo, caratê e judô. Com recorde de medalhas, o atletismo conseguiu 36, sendo 18 ouros, 11 pratas e sete bronzes. A natação foi o segundo esporte que os brasileiros mais conquistaram medalhas. Foram 35, sendo 16 de ouro, 9 de prata e 10 de bronze. Nas ginásticas rítmica e artística foram 20 medalhas ao total, sendo 12 ouros, 2 pratas e 6 bronzes.

saboya-gymnasiade-18-07-2016-1
Reprodução / FPRJ

No judô, o Brasil conquistou destaque 6 ouros, 5 pratas e 4 bronzes, totalizando 15 medalhas. O destaque é para o atleta paranaense Luanh Saboya Rodrigues, da Sociedade Morgenau, de Curitiba. Ele conquistou a medalha de ouro na categoria -81kg na competição. Antes de chegar na Turquia, Rodrigues passou por uma seletiva no Brasil em que venceu o favorito da categoria, Igor Morishigue (SP), vice-campeão do Circuito Mundial de Judô Sub 18.

Neste ano, o Brasil teve o melhor desempenho na história dos Jogos Mundiais Escolares. Em 2013, quando a competição aconteceu em Brasília (DF), os brasileiros terminaram na terceira colocação geral. Segundo o secretário Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Leandro Cruz Fróes da Silva, o resultado consolida o país como uma nova potência mundial no esporte. “O resultado obtido pelos estudantes atletas neste ano demonstra a evolução do esporte escolar no país, consolidando-se como uma potência mundial, que investe cada vez mais no incentivo ao esporte, solidariedade e integração cultural”, disse.

Golpe Militar

Além de enfrentar os desafios de uma competição em nível internacional, os estudantes tiveram que enfrentar um outro problema. Na última sexta-feira, a Turquia passou por uma tentativa de golpe militar. O primeiro-ministro da Turquia, Binali Yıldırım, anunciou que havia uma tentativa de tomada do poder por uma ala das Forças Armadas.

> Brasileira vence em Mundial da Turquia e militares tomam o poder

O presidente da Federação Paranaense dos Desporto Escolar e Chefe da Delegação Brasileira, Clésio Prado, conta a sensação de estar na Turquia. “Foi um susto geral. Apesar de estarmos longe da capital foi inevitável a tensão. No começo não sabíamos o que ia acontecer, mas com o passar das horas tudo foi se acalmando e voltando ao normal”, diz.

Confira o quadro com a participação dos paranaenses:

Fernanda Martins Silva – Atletismo – 1500m – 7º lugar.
Jeferson Alberto dos Santos – Atletismo – 800m – 1º lugar, Rev. Medley B – 2º lugar.
Pamela de Carvalho Dias – Atletismo – Rev. Medley B – 1º lugar.
Thiago Bertelli Sanches – Atletismo – Salto em Altura – 5º lugar.
Weslley Bevilaqua Beraldo – Atletismo – Salto em Altura – 1º lugar.
Carolyne Mercer Winche Pedro – Ginástica Artística – Equipe – 1º lugar, Salto – 3º lugar.
Fabiane Valentin de Brito – Ginástica Artística – Equipe – 1º lugar, Salto – 1º lugar, Individual – 1º lugar, Solo – 3º lugar.
Thais Fidelis dos Santos – Ginástica Artística – Equipe – 1º lugar, Trave – 1º lugar, Solo – 1º lugar, Individual – 2º lugar.
Heloisa Bornal – Ginástica Ritmica – Grupo – 3º lugar
Luanh Saboya F. Rodrigues – Judo – 81kg – 1º lugar
Fernanda de Goeij – Natação – 400 medley – 1º lugar, 200 medley – 1º lugar
Fernanda Rafaela Andrade – Natação – Rev. 4X100m – 1º lugar
Luiza de Goeij – Natação –

Previous ArticleNext Article