Diante da Chapecoense, Paraná marca primeiro ponto, mas segue na lanterna do Brasileirão

Roger Pereira


Terminou sem vencedor o jogo entre duas das equipes que ainda não venceram no Campeonato Brasileiro. Paraná e Chapecoense empataram em 1 a 1 na noite desta segunda-feira, na Arena Condá, no fechamento da 4ª Rodada do Brasileirão. O resultado marcou o primeiro ponto do Tricolor na competição, insuficiente para tirá-lo da lanterna do campeonato. A Chape, com 3 pontos, é a 17ª, abrindo a zona de rebaixamento.

O primeiro tempo foi todo do Paraná. Foram nove finalizações tricolores nos 45 minutos iniciais, contra apenas uma da Chape, que deixou o campo debaixo de vaias da torcida que lotou a Arena Condá.

A primeira chegada do Paraná foi logo aos 4 minutos, com Silvinho exigindo grande defesa de Jandrei num chute de fora da área. Aos 22’, Silvinho teve nova chance, após receber de Carlos, livre, mas a bola caiu no pé esquerdo e, até arrumar para o direito, a marcação chegou e dificultou a finalização que saiu por cima do gol.

Aos 23 minutos, o Tricolor teve sua melhor chance, em boa trama ofensiva, Caio Henrique cruzou na media para Jhony Lucas, que cabeceou à queima-roupa, mas Jandrei fez excelente defesa. A única chegada da Chape aconteceu aos 40’. Após um chutão para frente, Arthur ajeitou de cabeça e Wellington Paulista chegou finalizando de primeira, mas por cima do gol.

No primeiro lance do segundo tempo, a Chapeconse já fez mais que em toda a etapa inicial, e Elicarlos quase abriu o placar com um chute rasteiro, que exigiu grande defesa de Deivid. Aos 18 minutos, no entanto, o goleiro paranista nada pode fazer, após Arthur cobrar falta com perfeição, no ângulo.

O Paraná reagiu rápido e buscou o empate quatro minutos depois. Em boa trama ofensiva, Caio Henrique fez um belo corta-luz para Léo Itaperuna, que achou Carlos dentro da área para fazer o gol paranista.

Depois do gol de empate, a partida esfriou, e só esquentou de novo aos 36’, após um desentendimento entre Wellington Paulista e Mansur, que acabou com a expulsão do lateral paranista, por um pisão no atacante da Chape. Com um a mais, o time catarinense até ensaiou uma pressão, mas insuficiente para chegar ao gol da vitória.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal