Diego Hypólito e Arthur Nory conquistam dobradinha inédita na ginástica

Fernando Garcel


Pela primeira vez na história dos Jogos Olímpicos, o Brasil conquistou uma dobradinha no pódio do solo da ginástica masculina. Diego Hypolito conquistou a prata e Arthur Nory terminou a prova com o bronze na Arena Olímpica, na Barra da Tijuca.

> “Disseram que ele quebraria”, diz técnico de Diego Hypólito

Essas são as primeiras medalhas da ginástica masculina no solo. Ante do Rio 2016, o ouro de Arhur Zanetti, em Londres 2012, era a única medalha do país até o momento.

O favorito da competição, o japonês Kohei Uchimura, errou uma de suas acrobacias, ao pisar fora do tablado, e terminou sem medalhas na modalidade. Quem ficou com a medalha de ouro foi o britânico Max Whitlock.

Apoiado pela torcida, Diego Hypolito terminou a série e foi aplaudido de pé ao final da apresentação, sem erros. A nota final foi 15.533, apenas cem décimos abaixo do ouro.

Quinto ginasta a se apresentar na Arena, Arthur Nory, estreante em Jogos Olímpicos, fez uma apresentação sem erros e finalizou com pontuação de 15.433.

O britânico Kristian Thomas garantiu 15.058 e o ex-campeão olímpico Kohei Uchimura, após errar, ficou com a nota final em 15.366.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="378758" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]