Dirigente do Goiás diz que Wálter pediu para defender o clube

Redação


Um dia depois do atacante Wálter demonstrar vontade de permanecer no Atlético, o presidente do Goiás, Sérgio Rassi, disse que o atleta se ofereceu ao clube goiano, onde já defendeu as cores e foi ídolo. O atacante, porém, recuou e disse que permaneceria no Furacão. “Sei que sou reserva aqui, mas vou recuperar o meu espaço”, chegou a dizer. Apesar disso, a desmentida do dirigente causou mal estar. Essa não é a primeira vez que Wálter pede para ir defender outro clube. Há alguns meses, ele chegou a ser esperado no aeroporto de Recife pela diretoria do Sport, clube que ele dizia ter um grande amor, mas também recuou e chegou a se desculpar com a torcida atleticana.

Em entrevista à Rádio Transamérica, o presidente do Goiás, Sérgio Rassi, disse que manteve conversas com o presidente do Conselho Deliberativo do Furacão, Mario Celso Petraglia, mas teve seu pedido negado. “O Petraglia disse que não tem outro, que só tem Walter e André, e não tem quem colocar no lugar”, afirmou Rassi.

O técnico Paulo Autuori disse que Wálter é importante no grupo e que teve uma conversa com ele para ficar. “Ele entendeu e vai manter o espaço dentro do grupo”, disse.

Previous ArticleNext Article