“Disseram que ele quebraria”, diz técnico de Diego Hypólito

Redação


Fabio Aleixo
Do UOL, no Rio de Janeiro

Com uma apresentação segura, sem cometer erros, Diego Hypolito espantou um fantasma que o perseguia nas últimas duas edições de Jogos Olímpicos e conquistou a medalha de prata no torneio individual de solo na ginástica artística dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

O treinador do brasileiro, Marcos Goto, exaltou o bom desempenho do ginasta e “cornetou” as críticas sofridas pelo atleta.

“Diego provou para muita gente que criticou ele. Muito trabalho, muito sacrifício, chegou a final e é medalhista olímpico. Se trabalha duro, o resultado é medalha. Muitos disseram que ele nem aguentaria o treino, que quebraria antes”, destacou o técnico em entrevista ao Sportv e à Globo.

Depois, em conversa com toda a imprensa, Goto também falou que um dos pontos importantes para a conquista do pódio de Diego neste domingo (14) foi o foco dele durante os treinos.

“Ele treinou bastante. Acho que o volume do trabalho dele foi bem alto. Ele se dedicou bastante, acreditou no planejamento que nós montamos. Muita gente acreditava que ele não poderia ser medalhista, finalista e ai está a prova”, destacou o técnico.

O treinador ainda deu créditos para a estratégia de blindar o ginasta antes dos Jogos. “O resultado esta aí. Ele já tinha passado por duas Olimpíadas. O único jeito de fazer ele se dedicar era blindá-lo”, afirmou.

Arthur Nory, outro brasileiro na final do solo individual, também teve um bom desempenho, e completou a festa com uma medalha de bronze. Com uma apresentação cravada, levantou o público presente e conquistou um 15,433.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="378780" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]