câmara dos deputados
Compartilhar

Documentário sobre Alex mostra que futebol é muito mais que um jogo

"Não é só futebol", a frase utilizada por muitos fez todo sentido ao observar o documentário "Alex Câmera 10 - Da Turqui..

Francielly Azevedo - 19 de setembro de 2017, 23:08

"Não é só futebol", a frase utilizada por muitos fez todo sentido ao observar o documentário "Alex Câmera 10 - Da Turquia ao Brasil", que retrata os últimos passos da carreira futebolística do jogador Alex, que fez história no Palmeiras e Cruzeiro, se tornou ídolo no Coritiba e objeto de devoção dos torcedores turcos do Fenerbahçe. A homenagem, promovida pelo diretores Adriano Rattmann e Cauê Serur, emociona os amantes do futebol e revela que a receita para uma trajetória de sucesso no esporte vai além das quatro linhas.

O filme, com duração de 97 minutos, mostra que por onde Alex passou conquistou fãs e amigos, a prova disso é que nomes consagrados do futebol e da crônica esportiva fizeram questão de brindar o público com depoimentos sobre o camisa 10. Zico, Rivelino, Pepe, Evair, Gilberto Silva, Dirceu Lopes, Sicupira e o cantor Fagner foram alguns dos que estiveram presentes no lançamento para prestigiar o ex-jogador.

O documentário, composto por depoimentos de ex-atletas, colegas de time e profissionais da imprensa esportiva, acompanha a volta de Alex ao Brasil em 2013 até a despedida do capitão alviverde em 2014, no último jogo com o Bahia pelo Campeonato Brasileiro. Nesse contexto, o atleta também revisita a Turquia, país onde foi consagrado como rei, pelos anos atuando no Fenerbahçe.

No vestiário, antes da sua última atuação Alex aconselhou os demais companheiros de Coritiba. "Valorizem a bola, ela pode dar condições fantásticas de vida, mas valorizem a bola".

E foi pelo lado humano e "pensante" que o camisa 10 se destacou e conquistou a idolatria pelo mundo. Na Turquia foi presenteado com uma estátua de tamanho real, ganhou tatuagens e inúmeras homenagens.

"Em termos de profissionais da bola, Alex é um gênio. A vantagem é que ele é canhoto, um jogador a moda antiga, com qualidade técnica enorme. Não é qualquer um que tem uma estátua jogando na Turquia", disse Rivelino.

"Alex Câmera 10 - Da Turquia ao Brasil" será lançado na Turquia, em outubro. Após isso, os produtores querem levá-lo ao festival Cinefoot, em novembro, no Rio de Janeiro. O longa ainda não tem data de estreia no cinemas nacionais.