Dupla Atletiba se une para contestar cotas de TV da Primeira Liga

Os dirigentes do Atlético-PR e do Coritiba se uniram para reclamar da divisão das cotas de TV para a segunda ediç..

Redação - 10 de novembro de 2016, 21:13

Os dirigentes do Atlético-PR e do Coritiba se uniram para reclamar da divisão das cotas de TV para a segunda edição do torneio, em 2017. Neste ano, na estreia da competição, a televisão pagou R$ 5 milhões para transmitir os jogos, enquanto para o período entre 2017 e 2019 serão distribuídos R$ 70 milhões para 15, das 16 equipes, a exceção será o Furacão, que não aceitou o valor e que exige igualdade na distribuição das verbas.

Em recente reunião, ficou confirmada a divisão em 45% entre todos os clubes; 32,5% de audiência e 22,5% de premiação. Um dos pontos discordantes, porém, está na alteração feita em relação ao modelo do Campeonato Inglês, utilizado como referência para a Primeira Liga. Nesse caso, seriam 50% dividido entre todos os integrantes e depois 25% para audiência e outros 25% para prêmios.

O Coritiba, que havia aceitado a oferta mudou de lado e se juntou ao Atlético na briga. A dupla assinou documento em que pede a realização de uma Assembleia Geral Extraordinária para garantir fidelidade ao modelo escolhido, o inglês. A revolta colocou os dois clubes na berlinda e caso não ocorra algum acerto na reunião prevista para este mês em Florianópolis, os dois clubes podem até mesmo deixar a recém criada Liga.