“É impossível vencer aqui sem VAR”, dispara Tiago Nunes após derrota do Athletico na Bombonera

Vinicius Cordeiro


O técnico Tiago Nunes, do Athletico, disparou contra a arbitragem de Carlos Orbe na derrota por 2 a 1 para o Boca Juniors.

O Furacão reclama de vários erros do árbitro equatoriano: no primeiro gol argentino, Lisandro López estava impedido. O juiz da partida também não assinalou um pênalti a favor do Rubro-Negro quando o lateral Buffarini desviou, com a mão, o chute de Renan Lodi.

“Vários lances foram capitais para que a gente não vencesse. Isso serve de alerta para todas as equipes que venham jogar aqui. É impossível ganhar aqui sem VAR. O árbitro fica muito condicionado”, disparou Nunes.

É a primeira vez que o comandante rubro-negro se comporta assim em relação a arbitragem após um jogo. Geralmente ele foca nas atuações da equipe, mas hoje fez questão de ressaltar a atuação do juiz. Ele defendeu a atuação da equipe, dizendo que o time conseguiu trabalhar com o ambiente de pressão da Bomboneta.

“Reclamo porque tenho razão no que estou falando. A indignação é compartilhada com os jogadores. Se perdessemos de maneira limpa, faz parte. O árbitro está ali para ser mediador, não pode ser tendencioso. O resultado justo não era a derrota. Mostra que temos condições de brigar por algo maior dentro da competição”, completou.

Classificado em segundo lugar do Grupo G, o Athletico fica no aguardo do sorteio para conhecer seu adversário nas oitavas de final. A definição dos duelos do mata-mata acontece na próxima segunda-feira (13), às 20h30 (horário de Brasília), na sede da Conmebol – em Luque, no Paraguai.

Pelo Brasileirão, o Furacão recebe o Bahia pela quarta rodada. O jogo está marcado para o próximo domingo (12), às 19h, na Arena da Baixada.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="619515" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]