"Envergonhado", parceiro do Paraná Clube promete mudanças para a Série D

O empresário Luiz Alberto Oliveira, dono da LA Sports, parceira do Paraná Clube, prometeu mudanças no elenco para a disputa da Série D

Pedro Melo - 28 de fevereiro de 2022, 18:03

(Reprodução/TV PRC)
(Reprodução/TV PRC)

O empresário Luiz Alberto Oliveira, dono da LA Sports, parceira do Paraná Clube, admitiu erros de planejamento na campanha da queda para a segunda divisão do Campeonato Paranaense e prometeu mais investimentos para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. Se não conseguir o acesso para a terceira divisão, o Tricolor vai ficar sem calendário nacional pelo menos até 2025 e só vai jogar a segundona do estadual no ano que vem.

"Quero pedir desculpas e dizer que estou envergonhado. É o maior vexame que a LA já participou. Muito difícil para nós estar neste momento, mas é nesta hora temos que mostrar que não vamos largar e desistir. Momento triste para o Paraná, para a torcida que acreditou no projeto. Só temos um solução que é se redobrar e buscar essa vaga na Série C. Para isso, nós não vamos medir esforços, porque é a única forma de limpar essa vergonha que aconteceu", afirmou o empresário, em entrevista coletiva ao lado do presidente Rubens Ferreira e Silva, o Rubão.

Oliveira admitiu que acreditava que seria o "projeto perfeito" por ter tempo para realizar a pré-temporada e reforços que disputaram as Séries B e C no ano passado. Porém, o que se viu foi um grupo que sofreu muito fisicamente e com muitos jogadores no departamento médico.

"Eu imaginei que fosse o projeto perfeito. Se apresentar no dia 06 de dezembro, com jogadores 14 contratados, 13 escolhidos a dedo e que estavam jogando as Séries B e C, com propostas do Campeonato Paulista e com tempo para se preparar, mas tudo isso se virou contra a gente. Na quarta, quinta rodada, nós tínhamos metade do elenco machucado, sem treinador e sem alguém para treinar o time. Foi muito preocupante", lamentou o parceiro.

MUDANÇAS NO PLANEJAMENTO DO PARANÁ CLUBE PARA A SÉRIE D

O foco do momento é apenas na disputa da Copa do Brasil. O Paraná Clube estreia nesta terça-feira (01º), às 19h, contra o Pouso Alegre e joga por um empate para avançar à segunda fase. A classificação vai render R$ 750 mil aos cofres paranistas, valor muito importante para a sequência da temporada.

Depois, o foco passa a ser o planejamento para a disputa da Série D. O parceiro paranista promete mais investimentos para conquistar o acesso à Série C e mudanças no atual elenco. "Para a Série D, a quantidade de jogadores é maior e mais fácil para a montagem do elenco. Vamos identificar os erros das contratações, mas tem jogadores que vão ter que ser reagrupados. E vamos qualificar o elenco. A gente acredita que tem jogadores que podem jogar no Paraná e tem que o máximo para eles desempenharem no Paraná", comentou.

Outra mudança deve ser na comando técnico. Rodrigo Cascca, que chegou inicialmente para ser auxiliar, foi o técnico na reta final do Campeonato Paranaense, mas não teve a permanência confirmada. A tendência é que ele não permaneça.

"A gente está conversando sobre a questão do treinador. Vamos sentar e traçar tudo isso", disse o empresário.