Real Madrid passa pelo Kashima e vai encarar o Al Ain na final do Mundial de Clubes 2018

Vinicius Cordeiro


Com três gols de Gareth Bale, o Real Madrid derrotou o Kashima Antllers por 3 a 1 nesta quarta-feira (19) pela semifinal do Mundial de Clubes. Depois do hat-trick marcado pelo atacante galês, o meia Doi descontou a vantagem madridista após o uso do árbitro de vídeo (VAR) pelo juiz brasileiro Wilton Pereira Sampaio. O jogo aconteceu no Zayed Sports City Stadium, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes.

Os espanhóis estão a um jogo de conquistar a competição pela terceira vez seguida e o sétimo título da história do clube. Desta vez, o adversário será o Al Ain, que eliminou o River Plate nos pênaltis após o empate por 2 a 2, nesta terça-feira (18). A grande decisão está marcada para às 14h30 deste próximo sábado (22). Antes, às 11h30, Kashima e River jogam pelo terceiro lugar do torneio.

Real e Kashima já haviam se enfrentado na final do Mundial em 2016. Na ocasião, as equipes empataram por 2 a 2 no tempo normal, mas Cristiano Ronaldo brilhou na prorrogação e acabou marcando dois gols, dando o título aos merengues.

O jogo

O time japonês arriscou mais e esteve próximo de abrir o placar. Logo aos dois minutos, o brasileiro Serginho, ex-meia do América-MG, arrematou e exigiu ótima defesa do goleiro Courtois. Apesar disso, o Real conseguiu equilibrar o jogo até marcar aos 44 minutos da etapa inicial. Bale fez ótima tabela com Marcelo e bater firme. no canto do gol.

O gol deu confiança aos madridistas, que aproveitaram a falha coletiva do Kashima. Yamamoto recuou mal e Bale pressionou a defesa japonesa. O zagueiro Jung cortou mal e restou ao goleiro Kwoun assistir o galês completar para o fundo das redes, sem nenhuma dificuldade.

A vitória merengue já estava bem encaminhada, mas foi concretizada aos 10 minutos. Marcelo encontrou Bale na grande área e o camisa 11 soltou uma pancada para marcar seu terceiro gol. O Kashima tentou lutar e acabou sendo recompensado aos 32 minutos. Em posição duvidosa, Endo passou para Doi descontar. O árbitro Wilton Pereira Sampaio recorreu ao VAR e acabou confirmando o gol que fechou o marcador.

Previous ArticleNext Article