Ex-presidente do Paraná Clube acompanhou toda a trajetória de Caio Junior no tricolor

Julie Gelenski


Com CBN Curitiba

Vítima do trágico acidente com o avião que levava o time da Chapecoense para Medellin, o técnico de futebol Luiz Carlos Saroli, o Caio Junior, teve três passagens pelo Paraná Clube. E em todas este cascavelense obteve sucesso.

Em 1997, como atacante, foi campeão paranaense. Em 2002, voltou ao clube como auxiliar do técnico Otacílio Gonçalves. Com a saída de Otacílio, Caio assumiu o time e conseguiu evitar o rebaixamento para a Série B do Campeonato Paranaense.

 

Em 2006, enquanto trabalhava como comentarista da Rádio Banda B, Caio Junior recebeu mais um chamado do Paraná Clube. No final daquele ano, o tricolor se classificou para a Copa Libertadores da América, feito inédito na história paranista.

 

Luiz Carlos Casagrande, o Casinha, presidente do Paraná em 2015 e dirigente do clube em várias outras gestões, acompanhou a trajetória de Caio. Casinha lembrou hoje a chegada do atacante, em 1997, para o time tetracampeão estadual.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="400184" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]