F1: GP da Inglaterra tem bandeira vermelha após grave acidente

A situação mais preocupante foi do chinês Guanyu Zhou, da Alfa Romeo, que ficou com o carro de cabeça para baixo e precisou de tempo para ser retirado

Pedro Melo - 03 de julho de 2022, 11:50

(Reprodução/Twitter/F1)
(Reprodução/Twitter/F1)

O GP da Inglaterra teve bandeira vermelha logo na primeira curva por conta de um grave acidente envolvendo cinco carros. O acidente aconteceu instantes depois da ultrapassagem de Max Verstappen, da Red Bull, em cima de Carlos Sainz, da Ferrari, que largou na pole position. 

A situação mais preocupante foi do chinês Guanyu Zhou, da Alfa Romeo, que ficou com o carro de cabeça para baixo e precisou de tempo para ser retirado. Além dele, o acidente envolveu George Russell, da Mercedes; Esteban Ocon, da Alpine; Yuki Tsunoda, da AlphaTauri; e Alexander Albon, da Williams.

As imagens divulgadas por torcedores nas redes sociais mostram que o carro de Zhou se arrastou pela pista, passou por cima da barreira de pneus e parou muito próximo do público nas arquibancadas. Logo após o acidente, Russell saiu rapidamente do carro para saber como estava o companheiro.

A primeira informação oficial chegou através da FIA que Zhou e Albon foram encaminhados para o centro médico e estavam conscientes. Já a Alfa Romeo também comentou sobre a situação do piloto chinês. "Após um acidente no início do GP da Inglaterra, Zhou Guanyu está consciente e está, agora, no centro médico do circuito para ser avaliado".

Logo depois, a Alfa Romeo informou no rádio para Valtteri Bottas, companheiro de Zhou, que o chinês está conversando e sem fraturas. E "considerando as circunstâncias, ele está muito bem"

Em relação a prova, os pilotos retornam nas posições do treino de classificação. Ou seja, a direção de prova invalidou a ultrapassagem de Max Verstappen, e Carlos Sainz larga novamente na primeira colocação.

ONDE ASSISTIR AO GP DA INGLATERRA DE F1

A Band é a única emissora que transmite as corridas de F1 no Brasil e passa com exclusividade em TV aberta. Ainda tem a opção de ouvir pelo rádio na BandNews FM.