F1: Max Verstappen vence o GP da França e aumenta vantagem na liderança

É a 27ª vitória na carreira do holandês, sendo a sétima no ano. Ele também ganhou nos GPs da Arábia Saudita, Emilia-Romagna, Miami, Espanha, Azerbaijão e Canadá

Pedro Melo - 24 de julho de 2022, 11:38

(Reprodução/Twitter/F1)
(Reprodução/Twitter/F1)

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, levou a melhor no GP (Grande Prêmio) da França de F1 (Fórmula 1), no Circuito de Paul Ricard, e aumentou a vantagem na liderança da temporada. O pódio foi completado por Lewis Hamilton e George Russell, ambos da Mercedes.

Charles Leclerc, da Ferrari, largou na pole position, mas sempre com Verstappen muito próximo. Porém, na volta 18, o monegasco bateu na curva 11 e teve que abandonar a prova. As imagens mostraram que o piloto da Ferrari rodou sozinho e foi direto para a barreira de pneus.

Sem o principal concorrente, Verstappen assumiu a liderança da prova e venceu com mais de nove segundos de vantagem para Hamilton. Essa é a 27ª vitória na carreira do holandês, sendo a sétima na temporada. Ele também ganhou nos GPs da Arábia Saudita, Emilia-Romagna, Miami, Espanha, Azerbaijão e Canadá.

A próxima corrida da F1 será o GP da Hungria, em Budapeste, em 31 de julho, no último evento antes da pausa de três semanas na temporada. O retorno da Fórmula 1 será em 28 de agosto, com o GP da Bélgica.

CLASSIFICAÇÃO DA TEMPORADA

Com a vitória no Circuito de Paul Ricard, Verstappen subiu para 232 pontos na temporada da F1 e aumentou a vantagem para os concorrentes. Leclerc ficou com 180 pontos, em segundo lugar, e Perez subiu para 163 pontos, na terceira posição.

AS COLOCAÇÕES DO GP DA FRANÇA DE F1

  • 1- Max Verstappen
  • 2- Lewis Hamilton
  • 3- George Russell
  • 4- Sérgio Perez
  • 5- Carlos Sainz 
  • 6- Fernando Alonso
  • 7- Lando Norris
  • 8- Esteban Ocon
  • 9- Daniel Ricciardo 
  • 10- Lance Stroll
  • 11- Sebastian Vettel
  • 12- Pierre Gasly
  • 13- Alexander Albon
  • 14- Mick Schumacher
  • 15- Valteri Bottas

Zhou Guangyu, Nicholas Latifi, Kevin Magnussen, Yuki Tsonoda e Charles Leclerc não completaram o GP da França de F1.