Fábio Carille mantém confiança em classificação do Athletico: "Tudo em aberto"

Após a derrota do Athletico para o Libertad, o técnico Fábio Carille disse que a disputa por uma vaga nas oitavas da Libertadores ainda está em aberto

Pedro Melo - 27 de abril de 2022, 09:00

(José Tramontin/Athletico)
(José Tramontin/Athletico)

A derrota para o Libertad por 1 a 0 deixou o Athletico com o sinal de alerta ligado na disputa por uma vaga nas oitavas de final da final da Libertadores. Para o técnico Fábio Carille, a disputa ainda está em aberto, mas o Rubro-Negro não pode deixar mais um concorrente somar ponto em casa.

"Está tudo muito aberto. Foi só o primeiro turno e todos têm mais três jogos. Temos um jogo que além do adversário, tem a altitude, e depois dois jogos em casa. Temos que ser inteligentes nesse jogo de fora para não deixar essas equipes somarem pontos e depois fazer o dever de casa", afirmou Carille.

Nos dois jogos como visitante pela Libertadores, o Athletico empatou com o Caracas e agora perdeu para o Libertad. O próximo jogo é contra o The Strongest, na terça-feira (03), às 19h15, na altitude de La Paz.

Em relação ao jogo, o treinador admitiu que o jogo favoreceu ao adversário. "Foi um jogo que favoreceu demais o Libertad. É um time bem posicionado e a gente tinha que rodar bem a bola. No primeiro tempo, conseguimos envolver, mas faltou intensidade e o jogo ficou bem do jeito que o Libertad esperava. Depois que tomamos o gol, ficou bem mais difícil. Tentamos uma reação no final, mas a gente sabe que precisa de mais", disse.

"Achei que fomos um pouco lentos na questão de passes, de envolver o adversário, que foi o que fizemos nos outros jogos. Agora é trabalhar, pensar no Campeonato Brasileiro, para pensar na Libertadores outra vez", acrescentou Carille.

AGENDA DO ATHLETICO

  • América-MG - sábado (30), às 16h30, na Arena Independência
  • The Strongest - terça-feira (03), às 19h15, no Hernando Siles
  • Ceará - sábado (07), às 20h30, na Arena da Baixada
  • Tocantinópolis - terça-feira (10), às 21h30, na Arena da Baixada