FC Cascavel tenta com novo elenco repetir boa campanha no Paranaense

Jorge de Sousa

FC Cascavel - Cianorte - Campeonato Paranaense - Marcelo Caranhato

O FC Cascavel foi fundado em 2008 e 12 anos depois irá disputar seu primeiro jogo em um Campeonato Brasileiro. Com a boa campanha realizada na última edição do Campeonato Paranaense, a Serpente Aurinegra se classificou para a Série D e terá calendário em todo ano.

Mas como em diversas equipes do interior brasileiro, a manutenção do elenco se torna um problema. Apenas três jogadores – os meias Duda e Oberdan e o atacante Tocantins, seguem no oeste paranaense para a nova temporada. Até mesmo o técnico Paulo Foiani deixou a equipe.

Com isso, Marcelo Caranhato chega com a responsabilidade de manter a Serpente Aurinegra competitiva. Caranhato teve como principal trabalho sua campanha com o Cianorte em 2017, quando levou a equipe até as semifinais do Paranaense e garantiu a equipe na Série D. Em Cascavel, o técnico terá um elenco experiente em mãos para repetir esse sucesso.

TIME BASE

FC Cascavel - Cianorte - Campeonato Paranaense - Marcelo Caranhato
Marcelo Caranhato chegou as semifinais do Paranaense 2017 com a equipe do Cianorte. Foto: Divulgação/FC Cascavel

Caranhato aposta na qualidade do trio de ataque formado pelo jovem Paulo Baya, Henrique e pelo veterano Paulo Sérgio, revelado pelo Flamengo e com passagens pelo futebol português. Baya, inclusive, tem se destacado nos amistosos de pré-temporada, mostrando potencial para ser um dos candidatos à revelação do Paranaense.

No próximo domingo (19), contra o Coritiba, Caranhato deve escalar o FC Cascavel com Raul, Wesley, Douglas Mendes, Marcel e Quaresma; Sananduva, Franco e Ademilson; Paulo Baya, Paulo Sérgio e Henrique.

PALAVRA DO TÉCNICO

Quais as pretensões do FC Cascavel no campeonato?

O início do Paranaense para as equipes menores é de fundamental importância para que você tenha uma margem de segurança durante a competição. A nossa primeira meta é se classificar entre os oito e depois avaliar qual será nossa classificação entre os oito classificados, para dali definir nossa posição durante o mata-mata.

O elenco está fechado ou a equipe ainda busca reforços para a competição?

O que mais dificulta é fazer uma equipe nova, iniciando quase do zero. Então a margem de erro aumenta nas contratações, algo que eu espero que diminua nesse ano. Até porque nós temos calendário para o ano todo e temos como fazer uma avaliação melhor ao final da temporada. Nosso elenco é equilibrado, com uma mescla de jovens e jogadores mais experientes. Além disso, minimizamos e qualificamos o tempo da nossa pré-temporada e a prova vai ser agora no dia 19. Espero que a gente se encontre na melhor forma possível para começar a competição.

Como sua experiência nos três estados do Sul do Brasil pode ajudar o FC Cascavel nesse Paranaense?

Iniciei minha carreira como auxiliar e depois como treinador em Santa Catarina, passei três anos no Rio Grande do Sul, e os últimos três no Paraná. Todas essas competições são muito fortes e que no início da temporada se iguala muito o desempenho dos times e a partir dos 50% da competição, os grandes já tem uma equipe formada e bem estruturada e aí a dificuldade aumenta bastante. Você tem que manter uma regularidade para permanecer entre os quatro primeiros até o último terço da competição. Aí nesse sprint final, são os jogos decisivos, quando em um ou dois jogos você consegue as metas que planejou e definiu na pré-temporada.

Previous ArticleNext Article