FC Cascavel vira sobre o Paraná Clube e encosta nos líderes no Paranaense

Jorge de Sousa


Mesmo com um jogador a mais em grande parte do segundo tempo, o Paraná Clube levou a virada e perdeu por 2 a 1 para o FC Cascavel na noite desta quinta-feira (30), e ficou mais longe dos líderes do Campeonato Paranaense.

O duelo válido pela quarta rodada do Campeonato Paranaense foi realizado na Vila Capanema, em Curitiba.

Robson abriu o placar para o Paraná Clube, enquanto Paulo Sérgio (em cobrança de pênalti) e Adenilson viraram para o FC Cascavel.

O Paraná Clube caiu para a nona posição com quatro pontos ganhos e saiu da zona de classificação para a segunda fase do Paranaense.

Já o FC Cascavel assumiu a vice-liderança, com nove pontos ganhos.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo neste domingo (2), pela quinta rodada do Campeonato Paranaense.

O F.C. Cascavel viaja até Cornélio Procópio para encarar o PSTC, no Ubirajara Medeiros, às 16h.

Já o Paraná Clube tem clássico contra o Athletico Paranaense, às 18h, na Arena da Baixada, em Curitiba.

O JOGO

Paulo Sérgio - Paraná Clube - FC Cascavel - Campeonato Paranaense
Paulo Sérgio comemora o gol de empate do FC Cascavel na segunda etapa de jogo. (Geraldo Bubniak/AGB)

A primeira chance da partida foi do FC Cascavel logo aos quatro minutos. Kaio saiu jogando errado e Paulo Sérgio ficou livre na pequena área. Mas o atacante tentou a finalização por cobertura e a bola passou por cima da travessão.

O Paraná Clube conseguiu responder aos 25 minutos. Em cobrança de falta, Fabrício pegou firme e a bola passou perto do poste esquerdo.

Nova chance do Paraná Clube aos 27 minutos. Rodrigo Rodrigues recebeu cruzamento da esquerda na área e fez o pivô para Andrey, que chegou batendo de primeira e a bola novamente passou perto da trave esquerda.

A resposta do FC Cascavel foi aos 30 minutos com Henrique. O atacante recebeu na entrada da área, fez a finta em dois jogadores e finalizou perto do travessão.

O jogo caminhava para um empate sem gols para o intervalo, mas Libano auxiliou o Paraná Clube. O lateral foi tentar afastar uma bola na área e chutou em cima de Robson e a bola foi forte em direção ao gol, sendo defendida por Raul. Mas o rebote voltou para Robson, que apenas escorou para o gol vazio para abrir o placar.

O FC Cascavel ainda teve uma última chance aos 46 minutos. Henrique avançou pelo centro e chutou mascado, facilitando a defesa de Alisson no centro do gol.

Logo aos dois minutos do primeiro tempo, o Paraná Clube quase ampliou o marcador. Andrey foi lançado na esquerda, puxou para dentro e bateu em arco perto do ângulo esquerdo de Raul.

Aos 10 minutos, o FC Cascavel criou boa chance. Henrique avançou pelo meio e finalizou rasteiro firme, mas no centro da meta para fácil defesa de Alisson.

Mas aos 11 minutos, Tocantins foi lançado na área e na tentativa de drible sobre Alisson, o goleiro paranista derrubou o atacante e o árbitro assinalou a penalidade.

Paulo Sérgio foi para a cobrança e bateu rasteiro no canto esquerdo, Alisson fez a defesa, mas no rebote o atacante apenas escorou para o gol vazio para empatar o jogo.

Após reclamar veementemente com a arbitragem, o zagueiro Marcelo recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo, deixando o FC Cascavel com dez jogadores.

Mesmo com um jogador a mais em campo, o Paraná Clube não conseguiu furar a retranca do FC Cascavel. Em uma de suas principais chances, Rodrigo Rodrigues recebeu cruzamento da esquerda na pequena área e finalizou de sem pulo para defesa no centro do gol de Raul.

Aos 41 minutos, após uma dividida firme no meio de campo, os técnicos Allan Aal e Marcelo Caranhato discutiram na beira de campo e foram expulsos do jogo. Na confusão, os atletas dos bancos de reservas das duas equipes também se envolveram no bate-boca e a Polícia Militar teve que escoltar os treinadores até o vestiário.

Uma das últimas chances de gol do FC Cascavel na partida foi aos 45 minutos. Henrique cruzou para Adenilson, que de costas para o gol tentou dar uma puxeta, mas a bola saiu sobre a meta.

O clima continuou quente e Sananduva acertou o braço no rosto de Gabriel Kazu aos 47 minutos. O árbitro acreditou que o volante já tinha um cartão amarelo e expulsou o atleta, sendo corrigido pelos seus auxiliares e mostrando apenas o amarelo para o atleta.

Mas após um chutão do campo de defesa, Adenilson saiu livre no campo de ataque e na saída de Alisson, finalizou rasteiro para virar o placar aos 52 minutos.

Previous ArticleNext Article