Felipe Gedoz de saída do Atlético-PR

Napoleão Almeida - Folhapress


O meia Felipe Gedoz poderá ter um novo destino na carreira até o final desta semana. Na última sexta-feira, Gedoz, o presidente do Conselho Deliberativo Mario Celso Petraglia e o empresário do jogador, Marcelo Tejera, conversaram sobre o que pode acontecer com o atleta nesta temporada. Ele tem contrato com o clube até o final de 2019, mas não vem sendo utilizado pelo técnico Fernando Diniz e o clube já considera uma transferência.
Entretanto, após a reunião entre as partes, ficou definido que Gedoz só sai para o futebol brasileiro se for vendido. Ainda nesta semana, o empresário do jogador pretende enviar uma proposta a um clube brasileiro que estaria interessado. Tejera não abriu detalhes: “Não vou te dizer quem é. Só que só sai vendido e não há nada com Bahia ou Vitória, como se falou”.
Gedoz também pode deixar o clube para jogar no exterior, mas a possibilidade ainda é considerada remota. Isto porque a janela de transferências está fechada. Um dos destinos pode ser o futebol asiático, em especial em países árabes. O jogador também contratou um representante para negociá-lo com algum clube da região. O agente da Fifa Abu Majed Dhaif divulgou que passou a representá-lo. A janela para contratações na região só abre entre agosto e setembro. “Não tem nada concreto lá”, disse Tejera.
O jogador treinou com o elenco de aspirantes no final de semana, após não ser relacionado para a viagem a Salvador, quando o time principal empatou por 0 a 0 com o Bahia, pela Série A do Brasileiro. Ele segue à disposição de Fernando Diniz e não está descartada a permanência no clube. Gedoz não vem sendo utilizado por Diniz porque o técnico prefere atletas mais versáteis, mas não houve nenhum ato de indisciplina que tenha rompido a relação entre ambos em definitivo.
Contratado no final de 2016 por cerca de R$ 5 milhões, Felipe Gedoz é a contratação mais cara da gestão Petraglia. Ele tem 24 anos e disputou 33 partidas, com nove gols pelo clube. Gedoz atuou três vezes nos 10 jogos de Diniz no elenco principal, entrando no final dos jogos contra Tubarão -quando fez o gol da classificação nos 5 a 4, e Ceará, ambos pela Copa do Brasil, e Newell’s Old Boys, pela Copa Sul-Americana.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="520320" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]