Final da Liga Mundial de Vôlei é lançada nesta quinta na Arena da Baixada

Narley Resende


Nerley Resende, com Julio Lima e Tabata Viapiana

O lançamento da fase final da Liga Mundial de Vôlei Masculino será realizado na tarde desta quinta-feira (9), na Arena da Baixada.

O evento contará com a presença de autoridades do governo do Paraná e da Prefeitura de Curitiba, além de representantes da Confederação Brasileira de Vôlei, da Federação Paranaense de Voleibol e do Atlético Paranaense.

O ex-jogador Giba também estará presente como membro da Comissão de Atletas da Federação Internacional de Vôlei.

A fase final da Liga Mundial será disputada na Arena da Baixada, entre os dias 4 e 8 de julho, entre as cinco seleções mais bem classificadas na primeira etapa, além do Brasil, que já tem vaga garantida por ser o país-sede da competição.

Será o primeiro torneio da Seleção Masculina sob comando do técnico Renan Dal Zotto. Ele substituiu o multi-campeão Bernardinho, que deixou a equipe após 16 anos e mais de 30 títulos, incluindo dois ouros em Olimpíadas.

Além disso, será a segunda vez que a Seleção jogará na Arena da Baixada. No dia 3 de setembro de 2016, o estádio recebeu o “Desafio de Ouro”, um amistoso contra Portugal em comemoração à conquista da medalha de ouro na Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Mais de 33 mil pessoas assistiram à partida.

O sucesso do evento levou a Confederação Brasileira de Vôlei a escolher a Arena para sediar a fase final da Liga Mundial de 2017.

Escolha

O diretor-executivo da CBV, Ricardo Trade, disse que o primeiro evento no esporte realizado após as Olimpíadas na Arena, o Desafio de Ouro, entre Brasil e Portugal, mostrou o potencial do local e do estado. “Foi algo grandioso o que tivemos (Desafio) e agora queremos levar a seleção brasileira, que já está classificada; teremos jogos na semana inteira e a final sábado à noite, em um evento em que queremos repetir o sucesso de público. Já vimos que o Paraná tem uma fome por voleibol”, comentou.

Questionado se havia outros locais para realizar a Liga, Trade afirmou que os locais esportivos tinham uma capacidade muito reduzida. “Tentamos fazer no Rio, mas em razão da capacidade – de 7,5 mil – pequena e o sucesso que teve o Desafio de Ouro, e já que houve interesse da parceria entre governo, o Atlético, nós levamos o evento para aí (Curitiba)”, afirmou.

O diretor também elogiou o estádio atleticano. “O estádio é maravilhoso, tem o que precisar, o Atlético está bem preparado, faz eventos toda a hora e é isso o que queremos: tratar bem o público. A capacidade também chega a 40 mil lugares”, afirmou.

Ingressos

Sobre as vendas de ingressos, os detalhes serão divulgados após o dia 20 de março. “Ainda não temos essa definição dos ingressos, teremos reuniões a semana inteira e até o dia 20 teremos algo estabelecido e a partir de 31 de março abriremos as vendas”, concluiu.

O primeiro jogo do Brasil na competição será no dia 2 de junho, contra a Polônia, em Pesaro, na Itália. Na mesma arena, o Brasil enfrenta o Irã e a Itália. A segunda fase será em Varna, na Bulgária, contra Canadá, Polônia e Bulgária. Encerrando a etapa classificatória, a seleção brasileira irá a Córdoba, na Argentina, jogar contra os búlgaros, argentinos e sérvios.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="418276" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]