Com um a menos, Flamengo goleia Grêmio por 4 a 0 em volta de Renato à Arena

Folhapress

Cartola FC: Dicas para bons e baratos na 27ª rodada do Brasileiro

Renato Gaúcho voltou a Porto Alegre e não teve dó do Grêmio. Nesta quarta-feira (25), o Flamengo fez 4 a 0 no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. A partida teve dois tempos distintos e mudou a partir da expulsão de Isla, pouco antes do intervalo. O cenário se inverteu em favor do rubro-negro, que passou a controlar o time de Felipão e encaminhou classificação à próxima fase na etapa final. Nos acréscimos, Vanderson agrediu Vitinho e recebeu cartão vermelho direto.

Bruno Viana abriu o placar, Michael ampliou, Rodinei marcou nos acréscimos e Vitinho fez de pênalti aos 52 minutos da etapa final. Antes, Alisson acertou a trave para o Grêmio e Everton Ribeiro viu chute forte também parar na baliza.

O Grêmio, que fez bom primeiro tempo, não soube reagir ao jogo a partir da expulsão de Isla. E o Flamengo foi letal ao aproveitar um adversário exposto cada vez mais ao longo da segunda etapa.

Os dois times voltam a se enfrentar em 15 de setembro, no Maracanã. O Fla pode até perder por um gol de diferença que avança de fase. O vencedor do duelo encara Athletico-PR ou Santos na semifinal.

No final de semana, Grêmio e Flamengo jogam no sábado. O time de Renato visita o Santos, às 19h (horário de Brasília), enquanto a equipe comandada por Felipão recebe o Corinthians, às 21h.

A escalação do Grêmio, com três volantes, indicou um caminho que não foi tomado pelo time em campo. Com menos de um minuto, Villasanti mostrou qual função ganhou para a noite. Híbrido, o paraguaio ajudou o time da casa a assustar o Flamengo com pressão e construções rápidas. O “simples” 1-2, ou a tabelinha, fez nascer ataques perigosos.

O primeiro tempo do Flamengo foi bem abaixo do esperado. Talvez surpreso com o Grêmio, o time foi passivo e ficou longe do gol defendido por Gabriel Chapecó. E quando tentou pressionar, deixou a defesa exposta. O cenário só não foi pior por conta do adversário, que não teve capacidade de ser mais agudo quando pôde.

Na saída de campo ao final do primeiro tempo, as câmeras do SporTV flagraram um bate-boca entre jogadores do Flamengo. Gustavo Henrique e William Arão se estranharam durante a caminhada rumo ao vestiário. Diego apareceu entre os dois e chegou a empurrar o cabeludo para acalmar os ânimos. A discussão continuou durante o trajeto.

Diego e De Arrascaeta foram sacados no intervalo. Com Matheuzinho e Thiago Maia o Flamengo fechou a frente da área. A postura defensiva, por ter um jogador a menos, também ajudou a virar o tabuleiro do jogo. O gol de Bruno Viana, no início da etapa final, favoreceu ainda mais a nova estratégia de Renato Gaúcho.

Com a missão de atacar, por ter um jogador a mais, o Grêmio se viu com problemas. O time não soube aproveitar a vantagem numérica contra um adversário fechado e ainda levou gol em escanteio. Diante do cenário, Scolari apertou o botão do tudo ou nada com Campaz no lugar de Lucas Silva e, pouco depois, Diego Souza na vaga de Thiago Santos.

LEIA MAIS: Matheus Cunha no Atlético de Madrid rende mais de R$ 3 milhões ao Coritiba

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="785886" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]