Flamengo vira sobre o Al Hilal e espera pelo Liverpool na final do Mundial

Vinicius Cordeiro


De virada, o Flamengo venceu o Al Hilal por 3 a 1 e se garantiu na final do Mundial de Clubes. Agora, o Rubro-Negro fica no aguardo do Liverpool, que enfrenta o Monterrey nesta quarta-feira (18), às 14h30. Salem Al-Dawsari abriu o placar pelos árabes, mas ArrascaetaBruno Henrique Al-Bulayhi, contra, garantiram o triunfo brasileiro.

O duelo desta terça-feira (17) foi realizado no estádio Khalifa International, em Doha, no Catar. 21.588 pessoas acompanharam o confronto.

O Flamengo teve muitas dificuldades, mas conseguiu um triunfo histórico. O time sofreu na etapa inicial e sofreu um gol em uma falha do lado esquerdo da defesa. Contudo, o time voltou ligado para o segundo tempo e conseguiu o triunfo – sem tantas emoções como na final da Libertadores.

FINAL DO MUNDIAL

A decisão será disputada no próximo sábado (21), às 14h30, no mesmo estádio Khalifa International. O Fla espera o vencedor entre Liverpool e Monterrey.

Já o perdedor do duelo vai encarar o Al Hilal na disputa pelo terceiro lugar. O jogo está marcado para o sábado, só que às 11h30.

AL HILAL DIFICULTA A VIDA DO FLA

al hilal flamengo mundial final liverpool
De costas, Salem Al-Dawsari é abraçado por Carlos Eduardo, Giovinco e Gomis. (Divulgação / FIFA)

A primeira chegada perigosa do Flamengo foi aos 14 minutos. Gerson ficou com o rebote e quis encobrir o goleiro, mas acabou mandando pela linha de fundo.

Entretanto, os árabes chegaram muito perto de abrir o placar. Al-Dawsari desceu pela esquerda e recebeu na cara do gol. Ele bateu firme para uma defesaça de Diego Alves e viu Gomis, livre de marcação, isolar a bola no rebote.

Contudo, Al-Dawsari não desperdiçou a segunda oportunidade. Giovinco deu ótima enfiada de bola para Al-Burayak na direita, que cruzou rasteiro para o camisa 29 bater firme e contar com um desvio em Pablo Mari para balançar as redes.

Depois disso, o Fla passou a se soltar mais. Aos 29, Arrascaeta acionou Bruno Henrique, que invadiu a área em velocidade, mas viu Al-Burayk cortar pela linha de fundo.

ARRAXCA APARECE E FLA VIRA

Arrascaeta foi o nome do gol que deu o empate ao Rubro-Negro. (Reprodução / Twitter Libertadores)

No segundo tempo, o Flamengo voltou com tudo e igualou logo aos três minuto. Gabriel acionou Bruno Henrique, que tocou para Arrascaeta completar para incendiar a torcida rubro-negra.

Aos 10, Carlos Eduardo arrematou de longa distância e mandou a bola por cima do gol flamenguista. Depois disso, a partida passou a ter jogadas mais ríspidas. Giovinco fez falta dura em Gerson, mas o VAR não entrou em ação.

O técnico Jorge Jesus resolver mudar e teve estrela. Diego Ribas, que entrou no lugar de Gerson, deu ótimo passe para Rafinha. O lateral direito avançou e deu um cruzamento perfeito para Bruno Henrique testar firme.

Depois, o camisa 10 recebeu na entrada da área e acionou Bruno Henrique. O camisa 27 ganhou da zaga e cruzou para Gabigol, mas Al-Bulayhi mandou contra a própria meta.

Por fim, Carrillo deu um pontapé em Arrascaeta e acabou expulso. Para fechar, Diego Alves defendeu, com o joelho, o chute de Carlos Eduardo para deixar o Fla na espera do Liverpool.

FLAMENGO 3 x 1 AL HILAL

Semifinal do Mundial de Clubes

Gols: Salem Al-Dawsari (Al Hilal); Arrascaeta Bruno Henrique e Al-Burayk, contra (Flamengo).

Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Mari e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Diego Ribas), Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique (Vitinho) e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus.

Al Hilal: Al-Muaiouf; Al-Burayk, Al-Bulaihi, Jang Hyun-Soo e Al-Shahrani; Cuéllar; Carrillo, Salem (Al-Abid), Carlos Eduardo e Giovinco (Khrbin); Gomis (Otayf). Técnico: Razvan Lucescu.

Previous ArticleNext Article