Fortaleza entra no STJD para anular jogo contra o Athletico-PR

Redação

Fortaleza entra no STJD para anular jogo contra o Athletico-PR

O Fortaleza pediu a anulação da partida contra o Athletico-PR junto ao STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva). O duelo foi realizado no último fim de semana, sendo válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Foram alegados pelo Fortaleza dois erros de direito cometidos pela equipe de arbitragem: indevida anulação do gol do Fortaleza e a validação indevida do segundo gol do Athletico-PR.

Segundo a equipe tricolor esses dois erros violaram as regras 05, 11 e 12 do futebol, e aos itens 1.3 e 2.A do Protocolo do Árbitro Assistente de vídeo – AAV (VAR) das Regras de Jogo.

No gol anulado do Fortaleza, a equipe aponta que o VAR modificou a decisão da arbitragem em campo sem evidências de um erro claro, óbvio e manifesto.

Já no segundo gol do Athletico-PR, a equipe reclama que não houve revisão do lance pelo árbitro da partida, com o Fortaleza reclamando de uma falta não marcada no início da jogada.

Caberá agora ao presidente do STJD, Otávio Noronha, deferir (ou não) a solicitação do Fortaleza.

Confira abaixo as solicitações feitas pelo Fortaleza ao STJD:

A) A imediata comunicação ao Presidente da Confederação Brasileira de Futebol, para que não homologue o resultado da partida Athletico x Fortaleza até a decisão final da impugnação;

B) A intimação da Confederação Brasileira de Futebol para que apresente, em 24h (vinte e quatro horas), as mídias dos diálogos entre o árbitro central de campo e o árbitro de vídeo, referentes aos dois lances objeto da presente medida, bem como da versão original da imagem oficial utilizada pelo VAR para anulação do segundo gol do Fortaleza EC, assegurando-se vistas dos autos à Impugnante após a apresentação de tais arquivos;

C) Ainda, no mesmo ato, a intimação também da Confederação Brasileira de Futebol, através de sua Comissão de Arbitragem, para que apresente os dados técnicos dos equipamentos utilizados pelo sistema VAR para projeção das linhas de impedimento, indicando, especificamente, a margem de erro do equipamento;

D) A intimação do Impugnado a fim de que, no prazo de dois dias, caso assim deseje, pronuncie-se sobre os fatos aqui narrados;

E) A concessão de vistas à Procuradoria de Justiça Desportiva, para que apresente seu parecer, também no prazo de dois dias;

F) Ato contínuo, seja o processo distribuído a um dos auditores do Pleno do STJD, e a sua inclusão em pauta para julgamento;

G) Ao final, que seja dado integral provimento à presente Impugnação de Partida, reconhecendo-se a existência de erro de direito que influenciou no resultado do jogo, determinando-se, por consectário, a anulação da partida Athletico x Fortaleza, válida pela 20ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro de 2020, com a determinação à Confederação Brasileira de Futebol para adoção das providências necessárias.

LEIA MAIS: Flamengo anuncia demissão do técnico Domènec Torrent

Previous ArticleNext Article