Giba faz comentário transfóbico sobre Tifanny em papo com Eduardo Bolsonaro

O ex-jogador Giba, que marcou história na seleção brasileira de vôlei, deu uma declaração transfóbica ao falar sobre Tif..

Folhapress - 10 de maio de 2021, 14:57

O ex-jogador Giba, que marcou história na seleção brasileira de vôlei, deu uma declaração transfóbica ao falar sobre Tifanny Abreu, jogadora transexual que atua pelo Sesi/Bauru.

Em uma conversa com o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ex-ponteiro disse que o fato de Tifanny atuar em equipes femininas é "completamente fora do normal" e sugeriu um campeonato disputado apenas com transexuais.

"Se perguntar pra mim, Um caso que deu embasamento para que a gente não deixe isso acontecer foi o que aconteceu, se não me engano, em um campeonato de luta. Tipo MMA. Uma menina que fez isso da Bélgica, ela deu uma porrada na cabeça de uma tailandesa e a menina morreu com traumatismo craniano. E aí? Como a gente vai deixar isso acontecer?", disse Giba.

De acordo com o site, no entanto, a tal luta sequer aconteceu, já que as lutadoras citadas na notícia simplesmente não existem.

Além disto, as fotos vinculadas à notícia "original" são do velório de outra pessoa - no caso, um diretor de uma delegacia, e não da tal lutadora.