Goleiro chuta atacante, sai preso e pode pegar 12 anos

UOL EsporteVirou caso de polícia uma partida da terceira divisão do Campeonato Chileno. Quatro minutos antes do término ..

Redação - 01 de outubro de 2016, 19:35

UOL Esporte

Virou caso de polícia uma partida da terceira divisão do Campeonato Chileno. Quatro minutos antes do término de um jogo entre General Velásquez e Estación Central, o goleiro Claudio Abarca chutou o atacante Diego Díaz, que teve uma fratura na mandíbula e saiu inconsciente do estádio. O agressor foi detido de pode ser suspenso por até 12 anos por causa do lance.

O lance começou com uma disputa de bola dentro da pequena área. Após ter feito uma defesa, Abarca, goleiro do General Velásquez, alegou ter sido atingido por Díaz. Na sequência, com o atacante caído, desferiu um chute de pé direito na altura do queixo do jogador.

O atacante precisou ser conduzido ao hospital Rancagua e foi internado com urgência. Teve diagnóstico de fratura na mandíbula e precisou ser operado, mas não corre risco.

Abarca saiu do estádio escoltado por policiais, foi detido, prestou depoimento em uma delegacia da região e foi liberado até que as investigações sejam concluídas. Nesse ínterim, não pode chegar a 150 metros do adversário.

Esportivamente, a pena para Abarca pode chegar a 12 anos de suspensão da vida futebolística no Chile. Além disso, o goleiro será julgado criminalmente pela agressão.