Felipe se destaca no Paraná Clube, mas ressalta: "Ainda não consegui meu objetivo maior"

O experiente jogador de 38 anos caiu rapidamente nas graças da torcida e se destacou mais uma vez no empate em 0 a 0 com o FC Cascavel

Pedro Melo - 24 de julho de 2022, 13:01

(Oscar Felipe/Paraná Clube)
(Oscar Felipe/Paraná Clube)

"Todo grande time começa por um grande goleiro". É assim que o Paraná Clube se sente com a presença de Felipe. O experiente jogador de 38 anos caiu rapidamente nas graças da torcida e se destacou mais uma vez no empate em 0 a 0 com o FC Cascavel, no jogo de ida da segunda fase da Série D.

"Fico muito feliz de ajudar o Paraná, mas ainda não consegui meu objetivo maior que é o acesso. São 13 jogos com a camisa do Paraná e a galera vê que eu vim para ajudar. Sempre vesti a camisa e não seria diferente", afirmou Felipe, em entrevista na saída do campo em Cascavel.

Com passagens por Corinthians e Flamengo, Felipe vive uma situação inédita na carreira. O Paraná Clube precisa obrigatoriamente subir para a Série C para não ficar sem calendário nacional por, no mínimo, três anos. "Todo mundo que chegou aqui sabia que a cobrança era maior. Quem está aqui é porque queria estar aqui. Sei da grandeza do Paraná Clube e da pressão muito grande na Vila. Não é porque o Paraná está nessa situação hoje que está acabado. Temos muito que melhorar e agora temos essa obrigação de levar o Paraná para o acesso. Nós vamos dar o nosso melhor", disse.

O segundo jogo entre FC Cascavel e Paraná Clube acontece no próximo sábado (30), às 16h, na Vila Capanema. O vencedor do confronto se classifica para as oitavas de final da Série D e segue em busca do acesso para a terceira divisão.

Na entrevista, Felipe também falou do preconceito contra jogadores mais velhos no futebol. "A gente sabe que, quando a gente passa por clubes grandes, vai chegando aos 36, 37 anos, a galera já olha você meio torto, já acha decadente e que você não quer jogar, está jogando a Série D. As três primeiras séries do Brasil são só 20 clubes [cada]. O que tem de jogador amigo meu, bom de bola e desempregado que certamente queria estar aqui vestindo a camisa desta imensidão que é a do Paraná. Então, é muito gratificante. Sempre cometi muitos erros na minha vida, mas se hoje estou aqui, estou dando o melhor", comentou.

AGENDA DO PARANÁ CLUBE

  • FC Cascavel - sábado (30/07), às 16h, na Vila Capanema